Porque será que um país como a Alemanha, mesmo com toda a crise financeira que o mundo vive, tem crescimento no PIB e está entre os mais desenvolvidos países do mundo? Eles investem em Educação. Até mesmo as universidades públicas estão entre as melhores do mundo. Quais as consequências? Melhores profissionais, maiores oportunidades de trabalho e maiores salários, e consequentemente, o país cresce como um todo.

Eles estão em uma boa situação no momento, o contrário de outros países europeus como Itália, Espanha, Portugal e Grécia que estão enfrentando fortes crises econômicas. Um dos segredos do desenvolvimento dos alemães, bem como outros países como Japão, Coreia do Sul, é o investimento em educação. Professores e metodologia de qualidade fazem a grande diferença para um país.

A situação do Brasil não é nada boa no quesito educação.

Estamos nas últimas posições do ranking, segundo algumas pesquisas e estudos, a maioria dos nossos alunos não conseguem fazer simples contas de matemática e nem sabem escrever o nome quando estão na quinta série. Tanto as escolas públicas quanto apresentam sérios problemas, pois até mesmo políticos prometem melhorias e não cumprem, enquanto isso a nossa educação continua de má qualidade. Nossas escolas não têm carteiras, livros, e a maioria dos estudantes não tem condições de pagar uma escola particular, que também apresentam certos problemas de qualidade.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Governo Educação

O Brasil não investe tanto em educação como deveria, mas mesmo assim, temos uma indústria desenvolvida, um comércio que pode ser melhor também, enfim, o país tem tudo para ser uma das maiores potências do mundo, bastando para isso que os governos invistam em educação da melhor forma possível.

Pegue como exemplo a Coreia do Sul, um país pequeno, cujo PIB é maior que o brasileiro, se desenvolveu nas últimas décadas, sendo hoje um dos países mais respeitados do mundo em exportação na indústria leve, como celulares, computadores, entre outros.

Certamente eles investiram pesado na educação, e grandes profissionais foram formados. O Brasil poderiaseguir o exemplo dos coreanos e dos alemães para que o país possa crescer e voltar aos olhos dos investidores internacionais, como resultado de uma boa base educacional.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo