O assédiosexual em trens da CPTM e Metrô de São Paulo tem aumento significativo e assustam a mulheres que fazem uso desses coletivos.

Segundo dados da Delpom (Delegacia de Polícia de Metropolitanos) e da polícia Civil, os casos de abusos sexual em trens e metrô dagrande São Paulo temcrescido em 2015, de20,6% a 28% em relação a 2014.

Em 2014, foi registrado 150 casos, enquanto 2015 o registro foi de 181 casos. Equivale um abuso sexual acada dois dias.

Osabusos

É considerado um delito leve quando o homem aproveita a superlotação dos transportes publicospara encostar ou esfregar na mulher. Osujeito não poderá ser preso, mas cometeu um crime e serápunido mediante a lei.

No caso do abusoque oindivíduo chega a ejacular na mulher, é considerado crime grave e estupro.

Segundo o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, responsável pela Delpom, as penas variam conforme o crime cometido; multa, prisão de 2 a 6 anos ou de 6 a10 anos em caso de estrupo.

As campanhasrealizadas orientam asvítimas adenunciar.

SegundoCecília Guedes, chefe de Relacionamentodosusuários do Metrô, diz que muito assédios acontecem, mas asmulheres não denunciam por medo, vergonha, ou mesmo por sentir-se culpada.

A orientação é: não ficar calada, quem passar por esta situação deve procurar ajuda de um empregado ou até mesmo dos usuários dos trens. Enquanto asvítimas se calam, esse crime aumenta.

OAnalista de SistemaRenato Sanches de São Paulo criou um chamado " help me ou Me ajude" com a intenção de prevenir abusos sexuais em trens e metrô.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia Relacionamento

Ele decidiu fazer o aplicativo após ver muitas reportagens de abuso contra a mulheres em transportes públicos.

Em caso de abusos, a usuária aciona uma sirene,chama atenção de outras pessoas para si mesma, envia simultâneo uma mensagem de texto para os canais de denuncia da CPTM e Metrô com os dizeres: "Estou sofrendo abuso".

Este aplicativo está disponível para Android e iOSe não tem ligaçãoalguma com o Metrô ou CPTM.

A luta contraessetipo de crime é não se calar, denuncie.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo