A liga dos ‘defensores do governo’ continua propagando o ódio e a separação das pessoas em seus discursos. Durante protestos realizados em São Paulo, o presidente nacional da Central Única dos Trabalhadores - CUT - Vagner Freitas, subiu no palanque para discursar a favor de Dilma e Lula.

O militante afirmou que o país vive um verdadeiro golpe e que o juiz federal Sérgio Moro não grampeou Lula e Dilma ao fazer e divulgar os grampos telefônicos, mas grampeou os brasileiros e que por isso, iam 'se livrar do Moro’, não deixando claro o que exatamente faria para se livrar do juiz mais aclamado do Brasil por lutar contra a Corrupção de maneira corajosa.

A ‘plateia’ de militantes aplaudiu a decisão do líder e Lula encontrava-se ao seu lado em silêncio no momento do discurso. No palanque também encontravam-se líderes de 'movimentos sociais' apoiados pelo PT, bem como vários políticos petistas ou de partidos aliados, incluindo-se ex-artistas que se lançaram na política.

Assista ao vídeo:

Distribuindo culpas

Na última segunda-feira, 28, Lula concedeu uma entrevista coletiva polêmica, onde, dentre outras coisas, afirmou que a grande culpada pelo clima de ódio que existe atualmente no Brasil é a mídia que se juntou ao ‘show pirotécnico’ da Operação Lava Jato.

O ex-presidente, considerado por muitos petistas, inclusive Dilma, como o atual presidente, também atribui à Operação da Polícia Federal em que é investigado, a responsabilidade pela crise econômica brasileira, pois segundo Lula, as divulgações das investigações fazem com que deixe de existir investimentos no país, diminuindo o PIB e a geração de empregos.

Os melhores vídeos do dia

Clima de Guerra

Mais de uma vez, líderes petistas, bem como representantes de movimentos sociais apoiados pelo governo tem ameaçado atos de violência caso Dilma sofra o impeachment. As palavras ríspidas em junção com a máscara caída e constatada nas gravações grampeadas divulgadas pela PF, mostram que os mesmos que acusam políticos e cidadãos de propagarem o ódio no país, são os mesmos que geram o clima de guerra civil, colocando um povo contra seu próprio povo, fazendo com que todos esqueçam-se de lutar pelo Brasil para se focar em possíveis rixas pessoais fabricadas por estrategistas de esquerda.

O que você acha dessa situação vexatória que acontece diante de nossos olhos? Deixe a sua opinião em um comentário.