Uma ótima notícia aos adeptos da leitura, especialmente os leitores de que suspiram, choram, vibram com romances e fazem daleitura um hábito especial.

O hábito da leitura vem crescendo significativamenteno Brasil. O número de leitores cresceu 6% entre 2011 e 2016, são 104,7 milhões de leitores, segundo última pesquisa Retratos Da Leitura (4ª edição). 42% dos leitores afirmam ler a Bíblia e 22% contos e romances.

Quem tem o hábito de ler, escreve melhor, fala melhor, interpreta melhor, tem a criatividade estimulada, relaxa, melhora a desenvoltura, existem sentimentos que só um leitor entende, como se sentir dentro de uma história, se apaixonar por um personagem, esperar esse livro virar um filme e além de espectador virar um "critico", organizá-los em uma prateleira separados por cores, títulos e autores, cada um com uma lembrança diferente, mas todos especiais.

Pesquisadores da Universidade De Yale analisaram 3.635 pessoas, seus hábitos de leitura e suas condições físicas, um acompanhamento que durou 12 anos.

Dividiram as pessoas em grupos de acordo com o tempo dedicado a leitura diariamente. Os pesquisadores concluíram que quem tem o hábito de ler viviam dois anos a mais que os que não liam (entrevistados com idade mínima de 50 anos), pesquisa foi publicada pela Social Science & Medicine, tendo Becca Levy como autora do estudo, a mesma informa que mesmo com os ajustes de classe social, a relação da expectativa de vida baseada no tempo dedicado a leitura continuava a impactar.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Literatura

Uma explicação para esse resultado seria a capacidade cognitivas (capacidade dos indivíduos em conectar-se com tudo a sua volta) que aumenta com o hábito da leitura.

Toda leitura é válida, porém, identificaram que a leitura de romances impactava diretamente com a longevidade dos leitores, perfil de leitores mais comum no estilo: Mulheres com nível superior e renda estável.

Finalizando os estudos, foi concluído que quem lê trinta minutos por dia, cerca de três horas por semana, teria 17% a menos de chance de morrer comparado a quem não lê.

Para leitores com maior frequência, índice subiu para 23%.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo