Quem nunca se perguntou se estava sendo chato demais? Talvez você já tenha se perguntado isso em algumas situações, pois nem sempre é possível saber se está agradando alguém, ou sendo chato demais.Mas como saber se você é uma pessoa chata?

Primeiro vamos conhecer algumas características de uma pessoa chata. A pessoa chata pode ser alguém que é inconveniente, que acha que é o dono da verdade, ou irritante, segundo o livro de Guilherme Figueiredo o "Tratado Geral dos Chatos", publicado em 1962.

No livro, ele descreveu que uma pessoa chata é como um parasitacapaz de causar nas pessoasuma irritação e até incômodos.

Para identificar se você é uma pessoa chata, primeiro terá que fazer uma análise de si mesmo, para chegar a essa conclusão. Vamos aos pontos:

  • Pessoa que fala muito: simplesmente não para de falar, qualquer assunto ela tem que comentar. Precisa participar de qualquer conversa; às vezes não espera a outra pessoa terminar de falar e já começa a dar opinião sobre o assunto.
  • Inconveniente: quando está na casa de outros, abre a geladeira, investiga o que tem de diferente no ambiente. Faz perguntas constrangedoras perto de pessoas que não deveria. Invade a privacidade do outro.
  • É do tipo irritante: faz brincadeiras sem graça, conta piadas em horas impróprias. Se auto convida para passeios. Liga constantemente ou manda mensagens o tempo todo.
  • Quer ser intelectual: fala de coisas sobre o céu, a terra e o mar, mostrando um conhecimento primata do assunto, somente para tentar cativar as pessoas ao redor.
  • Sempre está certo: não importa o assunto, ele quer que a palavra final seja sempre a dele. Por mais que saiba que o assunto está correto, ele procura um meio de ir contra só para poder finalizar a conversa do modo dele. Nunca aceita ser contrariado, por isso discute bastante.
  • Pegajoso: é do tipo que, quando chega, as pessoas dizem: lá vem ele. É desagradável, não tem amigos íntimos, procura se infiltrar onde não é chamado.

Se analisando os pontos você perceber que é uma pessoa chata, saiba que isso pode ser sinal de alguma doença.

Segundo o psicanalista Raymundo Lima, a doença neurótica é chata, e pode tornar a pessoa em uma chata compulsiva. Nem toda a pessoa se torna chata porque quer, às vezes pode ser sinal de algum transtorno, como estresse, ou distúrbio compulsivo, que pode ser tratado com ajuda médica.

Para a pessoa chata, segundo o psicanalista, a sensação de fazer aquilo é algo agradável, e ela não percebe que está sendo chata.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento Curiosidades

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo