Em seu perfil na rede social Facebook, Yevette Vasquez relatou uma história que vem comovendo milhares de internautas. Antes de deixar seu filho na Escola, Yevette percebeu um grande movimento de carros no local e, ao mesmo tempo, que seu filho estava chorando no banco de trás do seu carro. Ao perguntar o motivo do grande movimento e também das lágrimas, a mãe recebeu a resposta de seu pequeno filho, que a dissera que, naquele dia, estava marcado o evento "Donuts with Dad" (Donuts com o papai).

Nos Estados Unidos é comum, pelo menos uma vez ao ano, os colégios promoverem eventos com a participação dos pais. Este evento, "Donuts com o papai", é realizado para a interação paterna nas aulas.

Nele, os pais têm a oportunidade de comer um delicioso doce junto aos seus filhos e observar os trabalhos que os mesmos fizeram até o momento.

Como não queria que seu filho perdesse a reunião, Yevette fez o que apenas alguém com o verdadeiro amor maternal entenderia: voltou para casa, colocou uma camisa xadrez, um boné de beisebol, uma corrente, um bigode falso e até um pouco de colônia masculina. Então voltou ao colégio para que o filho pudesse desfrutar de umas rosquinhas com "papai".

"Não foi fácil, realmente não foi. Quando eu cheguei no colégio muitos pais não entenderam bem a situação, alguns ficavam me olhando, acredito que se perguntando o que eu estivera fazendo ali. Entretanto, aos poucos foi-se alastrando o real motivo de eu fazer aquilo e, para minha surpresa, a reação dos outros pais foi ótima.

Os melhores vídeos do dia

Eles me receberam muito bem e me deram total apoio. Faria tudo de novo, se fosse para a felicidade do meu filho.", disse Yevette a uma repórter.

A sua postagem no Facebook viralizou pela rede. A postagem original no Facebook já foi, até o atual momento, compartilhada por mais de seis mil pessoas e recebeu quase vinte mil likes. Yevette já deu entrevistas para três canais de notícias (CNN, FOX e Telegram) e apareceu em diversos sites. Sobre a repercussão que a sua história teve, a jovem mãe falou o seguinte: "Eu não esperava, na verdade eu só compartilhei as fotos e a história porque queria incentivar as outras mães solteiras que tenho em minha rede. Acho que agora, com tudo isso, vou motivar um número maior de mães que desempenham o papel de pai também", brincou.