Infelizmente, os relacionamentos amorosos não duram mais como antigamente e raro é o casal que consegue ficar junto por muitos anos. Mas essa triste realidade traz consequências desastrosas para a Família e para a sociedade em geral. Os filhos já não possuem uma rocha segura onde se apoiar e se espelhar. Que os relacionamentos não são fáceis não há dúvidas, independente de ser amoroso ou não. Mas a boa notícia é que é possível mudar esse triste fato: basta que os dois envolvidos na relação queiram manter um casamento e uma família feliz.

Há muitas atitudes que favorecem o fim de um Relacionamento e a dica é conhecer as principais, para que seja possível evitá-las e viver uma vida feliz ao lado da pessoa amada. Elliot Polland é uma estudiosa do assunto e desde o ano de 1968 se dedica a estudar o que leva um casal ao Divórcio. Ela listou as três principais armadilhas, segundo a sua experiência, que mais são cometidas pelos casais e ensinou como evitá-las.

1 - Falta de comunicação: um grande problema entre os casais é a falta de diálogo e de comunicação. Elliot relata o quanto é importante que o mal-entendido ou desavença seja resolvido rapidamente, para que o ressentimento não tome lugar entre os dois e comece a se acumular. Ela aconselha que um casal nunca vá para a cama chateados um com o outro, sem antes resolver os problemas.

2 - Ignorar os sinais e alertas: Polland fala que é preciso estar atento aos sinais que mostram que o relacionamento está indo para um sentido errado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Relacionamento

Mudanças de comportamento, tipo alterar senhas, fazer ou receber chamadas telefônicas em horários inoportunos e até mesmo mudanças na forma de se vestir, podem indicar que o parceiro está tendo um caso extraconjugal. Os especialistas em divórcio contam que, quando o caso é descoberto no começo, ainda é possível resolver esse problema e manter o casamento, mas quanto mais tempo dura esse 'caso', mais difícil é de resolver e as consequências podem ser devastadoras.

3 - Escolha do parceiro errado: muitas vezes, acontece de alguém escolher uma pessoa, para se relacionar, pelas razões erradas e isso pode não ser bom quando os problemas aparecem. Quanto mais sólida a relação, mais fácil será resolver os problemas e manter a relação por muitos anos e, porque não, 'até que a morte os separe'.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo