Nesta eleição, o Partido dos Trabalhadores, o #PT, teve uma derrota histórica nas urnas. Em dados expostos pelo G1, o PT conseguiu em todo território nacional apenas 6.822.964 votos, sendo que em 2012 o partido conquistou 17.448.801, sendo o partido mais bem votado do Brasil.

Os partidos que mais cresceram em relação à decaída petista foram os antigos opositores de Dilma Rousseff, o PSDB e o PMDB, agora respectivamente os primeiro e segundo partidos mais votados. Ironicamente, ambos os partidos lideram o ranking de políticos fichas-sujas, tendo ao todo 156 políticos barrados pela lei da Ficha Limpa para estas eleições.

É interessante percebermos que o discurso mais usado contra o PT era o da corrupção.

Porém, os partidos mais votados nessas eleições foram os mais barrados. No entanto, este artigo não trata de fazer comparativos de partidos corruptos ou não, até porque sabemos que a grande maioria está envolvida em grandes escândalos. O artigo tem como objetivo explicar que o enfraquecimento do PT não é bom para a população do Brasil de modo geral.

Hoje, no Congresso Nacional, temos como oposição ao #governo temer apenas os deputados do PT, PCdoB e PSOL (outros dois partidos que perderam votos nessa eleição). Sendo 58 petistas, 11 do PCdoB e 6 do PSOL. Temos também o PDT, com 20 deputados, e REDE, com 4 deputados, como partidos opositores ao Temer, dando ao todo 99 deputados oposicionistas.

Isto é perigoso, pois o governo Temer e os partidos aliados, com apoio da grande mídia, estão passando informações que as reformas propostas por Temer são necessárias.

Os melhores vídeos do dia

O enfraquecimento do PT permitiu que o partido e a oposição como um todo não tenha força e nem espaço para denunciar os retrocessos. Além dos retrocessos trabalhistas e previdenciários, Temer propôs uma Medida Provisória que alterara o Ensino Médio a ponto de permitir professores sem formação dando aulas e exclui disciplinas como Artes, Educação Física, Filosofia e Sociologia.

Temer também está defendendo a PEC 241, que permite o congelamento dos investimentos em saúde, educação e assistência social pelos próximos 20 anos. Esta medida, além de afetar as três áreas citadas, não será útil no combate à crise econômica, muito pelo contrário, ela piorará ainda mais a situação, gerando mais desemprego e miséria. Esta PEC só serve aos rentistas da nação.

Podemos concluir que a derrota petista é um prejuízo para a população, pois não foram outros partidos com pautas populares que herdaram seus votos, mas sim partidos que defendem privatizações, fim de direitos políticos e congelamentos nos gastos em educação e saúde. Partidos que usam a crise de espantalho para promoverem medidas que beneficiam apenas os donos de indústrias e de fazendas. Como a população está tomada pelo ódio manipulada pela mídia marrom e sensacionalista, não sobra espaço para racionalidade quando a questão é defender os próprios direitos. #pec 241