Desde pequenos, aprendemos na escola sobre a importância de conhecermos nosso corpoe por quê e como reproduzimos.

Porém, a medida que o tempo vai passando, os ensinamentos passam a tornar mais profundos, mas, ao mesmo tempo, devido a uma enorme abundância de informações que recebemos, alguns mitos acabam tornando-se fontes de informações incorretasque carregamos em nossas vidas.

Por exemplo, quem nunca ouvia quando pequeno que comer manga e tomar leite podia causar até mesmo a morte?

Assim como mitos rotineiros, também ouvimos coisas com relação a vida sexual.

Para acabar de vez com esses mitos sexuais, vamos esclarecer alguns mais comentados, e que ainda, até nos dias de hoje, fazem com que muitas pessoas acreditem serem verdades.

Confira:

1) O tamanho do pé do homem diz se ele é ou não bom de cama: de tanto se ouvir falar desse assunto, um estudo feito mostrou que os homens na Jordânia, Alemanha e EUA são considerados os que tem os maiores órgãos sexuais.

Mas será que eles têm pés grandes? De acordo com o estudo publicado na revista British Journal of Urology International, não é verdade.

2) Circuncisão tira o prazer do homem: comenta-se que os homens que fazem circuncisão tem menos prazer que os que não são operados. De acordo com pesquisa feita no The Journal of Urology, mostrou que isso também não é verdade. Tantos os circuncisos, com os não, tem a mesma sensibilidade no pênis.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades

3) Pegar herpes é sinal de pessoas promíscuas (que adoram sexo): outo mito, pois 90% das pessoas no mundo tem herpes. A herpes pode sair tanto na boca, como nos órgãos genitais. Segundo o Dr. Dr. Dráuzio Varella, a herpes genitais é transmissível e pode durar dias, meses e até anos.

Em seu vídeo, ele explica como se é contaminado e como tratar.

Assista:

4) Ter muitos parceiros pode deixar a vagina larga: a médica Sari Locker explique que isso é um mito, que não existe nenhuma evidencia que isso pode acontecer.

Segundo a medica, após a relação, a vagina se contrai e volta ao seu tamanho normal após o ato.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo