O preconceito racial está enraizado no Brasil desde a escravidão. Os escravocratas defendiam a ideia de que os negros tinham que ser tratados como animais, infelizmente, essa ideia persiste até hoje. O preconceito não vem somente de branco para negro, acontece também de negro para negro. Dia 20 de novembro é o dia da consciência negra; um dia para ressaltar as dificuldades enfrentadas pelos negros, suas lutas e suas conquistas.

Foram criadas práticas sociais para combater a exclusão social dos negros, uma delas é a lei que criminaliza a discriminação racial e a política de cotas. Muitos estudantes não aprovam isso por acharem que eles vão atrasar os estudos. Apesar dessas práticas sociais, ainda há a necessidade de ampliar o combate ao racismo. O governo deve investir no ensino fundamental público, que tem sua maioria alunos negros.

Vale ressaltar que a mídia não faz nada para combater esse preconceito; na mídia o negro sempre ocupa papéis de bandidos, favelados, domésticas e etc. Um caso recente, que viralizou no mundo, foi o do goleiro Aranha; ele foi chamado de macaco e parte de torcida fez sons que lembravam o animal. Um ano depois, a jornalista Maria Julia Coutinho foi vítima de atos desumanos nas redes sociais; 50 criminosos publicaram comentários racistas contra ela, na página do Jornal Nacional.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Opinião

Depois, milhares de pessoas se manifestaram contra esse crime.

Os pais precisam ensinar desde cedo aos seus filhos que a raça não mede caráter de ninguém. Em apoio, as escolas devem trabalhar a inserção dos negros na sociedade. A indústria de brinquedos também é um dos principais vetores do racismo, ela deve fabricar não apenas bonecas brancas mas também negras, pardas e indígenas; já existem essas bonecas só que é muito difícil de achar e pouquíssimas fábricas fazer.

Com essas ideias, o Brasil pode erradicar boa parte do racismo.

Se por dentro somos todos iguais, o que está por fora é só a capa de um livro que poucos conhecem a história. O PRECONCEITO RACIAL É UMA "DOENÇA" QUE DEVE SER ELIMINADA DA SOCIEDADE BRASILEIRA

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo