O Pastor Valdemiro Santiago sofreu um recente Ataque contra a sua vida durante um culto em sua Igreja. A tentativa de assassinato cometida contra o líder religioso teve grande destaque na mídia devido a sua gravidade: ele foi esfaqueado duas vezes no pescoço. Entretanto, comentários e repercussões nas redes sociais geraram uma grande polêmica a respeito do assunto, pois, após gravar um vídeo alegando que o seu agressor estaria perdoado, o pastor foi alvo de diversas acusações.

Diversas páginas fizeram postagens a respeito do assunto e algumas chamaram mais atenção, pois faziam sátiras devido aos constantes testemunhos de cura, graças às orações do pastor. A página Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos publicou uma foto retirada de seu vídeo, na qual ele encontra-se deitado na maca do hospital com a seguinte legenda: "Este é Valdemiro Santiago, em sua igreja ele cura todos os tipos de doença, e até ressuscita os mortos" e "Valdemiro levou duas facadas e correu para o hospital ao invés de orar....

P*** Valdemiro, cadê a sua fé?"

Outro perfil que gerou grande repercussão foi a Calvinismo da Zueira que em sua publicação lamenta que o pastor não tenha morrido e finaliza fazendo uma sátira com um conhecido argumento teológico que diz que o título de apóstolo só pode ser usado por aqueles citados no novo testamento.

Entretanto, cristãos que não concordam com o que Valdemiro Santiago prega, pois o pastor é famoso por dar testemunhos sobre a teologia da prosperidade, pediram sua morte.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Curiosidades Religião

O comentário que mais repercutiu foi o de um internauta que acusava o pastor de roubar seus fiéis, mentir e manipular toda a população humilde usando o nome de Deus e, segundo o usuário da conta, ele conseguiu construir seu império luxuoso às custas dos mais pobres. Finalizou dizendo que o melhor era se tivesse morrido.

Infelizmente, não se pode dizer que é a primeira vez que ocorrem campanhas com o intuito da propagação do ódio pela internet.

Outros casos são relatados à Polícia Civil a todo momento.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo