De acordo com a pesquisa CNT/MDA divulgada no dia 15 de fevereiro, se as Eleições de 2018 fossem efetuadas hoje, o ex-presidente Lula venceria.

Com a popularidade crescente após a retirada da presidente Dilma, Lula possui o voto de mais de 30% da população brasileira, quando são apresentados os nomes de todos os candidatos, ficando à frente de Marina Silva. Em seguida, com 0,5% de diferença, Jair Bolsonaro toma o terceiro lugar.

Quando somados os votos brancos/nulos com aqueles que ainda estão indecisos, estes passam a frente do militar. Já quando os nomes dos candidatos não são citados durante a pesquisa, o ex-presidente continua sendo o preferido e segue na liderança com 16,6%, seguido por Bolsonaro, com 6,5% das intenções de voto.

O impeachment e a preferência em Lula

Um fator importante para entender a preferência pelo ex-presidente nas próximas eleições foram os movimentos em que sua figura carismática e do povo apareceram em discursos contra o "golpe" realizado contra a ex-presidente Dilma Rousseff.

Seu apoio à companheira de partido durante todo o processo e sua voz deram ao povo o grito de "pedir Lula de volta nas eleições de 2018".

Os lados das eleições de 2018

Direita e esquerda são colocadas em todas as manchetes das últimas pesquisas para presidência no próximo ano. De um lado, o Partido dos Trabalhadores apresenta em grande aposta o ex-presidente Lula. Do outro, o Partido Social Cristão coloca suas fichas no militar Jair Bolsonaro.

Caminhando lado a lado, os radicais da esquerda e da direita usaram suas melhores (ou piores) armas para defender a posição política “correta” para governar o país, não deixando dúvidas da presença do radicalismo desse dois polos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula Eleições

Candidatos e a luta dos polos radicais

Por que Lula e Jair Bolsonaro são os grandes preferidos para essa disputa? A luta pela liderança do país construiu-se nos últimos quatro anos com um discurso de ódio e egoísmo entre a direita e esquerda do Brasil. Lula, a resposta dos mais pobres, e Bolsonaro, a resposta da alta renda.

Por um lado, o Brasil pode ser novamente presidido por Lula, citado na operação Lava Jato.

Em outra escolha, seria representados or um militar de opiniões preconceituosas do que está à margem de suas pregações.

Porém, existem outros candidatos e com outras propostas. Como o Brasil deveria votar?

Abaixo, alguns dos cenários pesquisados:

Cenário 1

  • Lula (PT): 30,5%
  • Marina Silva (Rede): 11,8%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 11,3%
  • Aécio Neves (PSDB): 10,1%
  • Ciro Gomes (PDT): 5%
  • Michel Temer (PMDB): 3,7%
  • Brancos e nulos: 16,3%
  • Indecisos: 11,3%

Cenário 2

  • Lula (PT): 31,8%
  • Marina Silva (Rede): 12,1%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 11,7%
  • Geraldo Alckmin (PSDB): 9,1%
  • Ciro Gomes (PDT): 5,3%
  • Josué Alencar (PMDB), 1%
  • Brancos e nulos: 17,1%
  • Indecisos: 11,9%

Cenário 3

  • Lula (PT): 32,8%
  • Marina Silva (Rede): 13,9%
  • Aécio Neves (PSDB): 12,1%
  • Jair Bolsonaro (PSC): 12%
  • Brancos e nulos: 18,6%
  • Indecisos: 10,6%
Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo