Morar no exterior: Thiago Lobo, 31 anos, professor

Nem todo mundo planejou ou sonhou a vida inteira com a possibilidade de morar no exterior, para alguns foi uma questão de aproveitar uma boa oportunidade que surge e se aventurar, como é o caso de Thiago: "surgiu a oportunidade de intercâmbio pela UFF (Universidade Federal Fluminense) e não pensei duas vezes. Primeiramente, surgiu a possibilidade ficar por dois anos, mas a oportunidade fora cancelada.

Quando surgiu a oportunidade de seis meses, agarrei. Estudar fora aumenta, e muito, o currículo e, principalmente, a mentalidade do estudante. Responsabilidades, maturidade..."

Com isso em mente, ele partiu para Braga, portugal, e com um planejamento de Viagem bem rápido, na entrevista, Thiago confessou que só na primeira noite, já naquela que seria sua nova moradia por 6 meses, é que a ficha realmente caiu.

Mas o maior choque cultural, de acordo com suas lembranças foi no primeiro dia aula: "ouvir o professor explicar o conteúdo com o sotaque português me deu vontade de jogar tudo para o alto e voltar chorando pra casa (risos). O ouvido, depois de uma semana, acostumou. Ainda bem!"

Morar no exterior: o inesperado e curiosidades

Um dos fatores que transformam a experiência, são os relacionamentos, novas conexões e vínculos são travados, podendo dificultar, ou até mesmo tornar a vivência, mais leve e feliz, para Thiago, a surpresa veio na forma de um novo relacionamento: "o surgimento de um namoro foi completamente inesperado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Viagem

Estava disposto apenas a estudar, mas isso acabou virando minha vida lá de ponta a cabeça – para melhor, felizmente -, pois tive a oportunidade de ser apresentado a lugares, culturas, modos de vida que somente um português poderia proporcionar". Porém, nem mesmo um novo amor foi capaz de trazer a sensação que buscamos quando iniciamos uma nova vida, em novo lugar, neste caso, a sensação de sentir realmente em casa, nunca chegou, por mais rica a vivência e por melhor que fosse o acolhimento, "a sensação, por dentro, era de que ali não era a minha casa, que eu estaria ali só de passagem mesmo".

Na contramão da saudade de casa, ficaram as lembranças de situações, no mínimo, inusitadas: "a variação linguística entre o português de Portugal e o português do Brasil também me deixou em maus bocados algumas vezes. O que chamamos aqui de presunto, lá eles chamam de fiambre. E o presunto lá é a carne de porco semi-crua. Resumo da ópera, comi um sanduíche com carne semi-crua. Há também, em Portugal, no parque nacional do Gerês, ao norte, uma parte com piscinas naturais de água quente.

É simplesmente incrível a sensação de estar num ambiente muito frio, mas relaxando em águas naturalmente quentes da natureza. Sem contar a beleza do lugar. Incomparável. Achei o máximo também, nos cinemas de Portugal, haver uma pausa no meio do filme para as pessoas irem ao banheiro, beber água ou comprar alguma coisa! O Brasil deveria copiar essa ideia!!!".

Morar no exterior: balanço final

"Se tivesse que escolher apenas um adjetivo, escolheria “única”.

É uma experiência que cada um vive de uma forma diferente, ainda que as mudanças sejam parecidas, como a maturidade, a responsabilidade etc. O mais incrível de toda a experiência é estar aberto ao novo. Você querendo ou não, ele está ali na sua frente e você deve encará-lo. Positiva ou negativamente, fica a cargo do estudante como fazê-lo. Posso afirmar que existe um Thiago antes e depois do intercâmbio (...) São formas de se viver muito peculiares mesmo. Somente com a mente aberta é possível compreendê-las e aceitá-las, nos tornando, assim, pessoas melhores para com o outro. Esse outro, o cidadão do mundo, felizmente, é bem receptivo em sua grande maioria. Em todos os lugares que passei ou na cidade onde morei, sempre fui bem acolhido e tratado de maneira hospitaleira. O cidadão do mundo está aberto a conhecer novas pessoas também".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo