Já são pelo menos 58 pessoas, entre elas onze crianças, que morreram, e centenas ficaram feridas nesta terça-feira (4) em um bombardeio químico na cidade de Khan Sheikhoun, na província de Idlib, no norte da Síria.

Segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) e outros grupos ativistas, o ataque teria sido conduzido por forças russas ou do governo sírio, que negam o envolvimento.

A ONG, que citou fontes médicas e testemunhas, informou que alguns dos feridos no ataque realizado por aviões não identificados apresentavam sintomas de asfixia, vômito e dificuldades para respirar.

O OSDH não descartou que o número de mortes aumente porque há feridos em estado grave.

De acordo com a Defesa Civil, o número de feridos chega a 250. A nota destacou que alguns deles apresentavam espasmos e espumavam pela boca.O Conselho publicou fotografias de várias vítimas do ataque, alguns menores de idade, deitadas no chão.

Numa delas, pode ver-se uma equipe de emergência a molhar com água o corpo de um jovem.

Entretanto, a oposição síria já apelou ao Conselho de Segurança da ONU, para que abra com urgência um inquérito sobre o ataque com “gás tóxico” perpetrado, segundo disse, pelo regime de Bashar al-Assad no noroeste do país.

Até quando as pessoas vão continuar com venda nos olhos para um problema tão grave e que atinge em cheio o mundo inteiro? O cavalo de Troia segue avançando e já mostra sinais de quão perigosa é a migração desenfreada pelos países da Europa e também no Brasil.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Polícia

Não se pode esperar que a sociedade se enfraqueça e aceite os costumes e a Sharia, lei islâmica baseada no Al Corão, como parte do pacote de acolhimento.

Cristãos, crianças, mulheres e inclusive muçulmanos não radicais são as maiores vítimas dessa atrocidade que vem assolando a Síria e outros países árabes, como o Iraque, que desde o ataque de falsa bandeira de 2011 vem sofrendo horrores nas mãos de tropas yankees.

E o mundo assiste a esse espetáculo de horrores passivamente. Até quando o terror explodir no nosso país? O Islamismo tem crescido em grandes cidades, como São Paulo, e simpatizantes do ISIS já tem demonstrado como é fácil seduzir ignorantes com propagandas de morte e terror a preço de vidas inocentes.

Acorda Brasil.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo