A convivência entre homens e mulheres no contexto romântico pode ser algo bem difícil. Os dois sexos costumam ter perfis de comportamento bem diferentes. Claro, seres humanos diferentes costumam apresentar diferenças e incompatibilidades mesmo quando são do mesmo sexo ou são bons amigos ou são parentes próximos. A verdade é que os relacionamentos humanos são complicados, relacionamentos íntimos são mais complicados ainda e as diferenças entre os gêneros feminino e masculino complicam ainda mais a situação. Ainda assim, é possível com boa vontade, disposição para o diálogo e espírito de renúncia - das duas partes - construir um Relacionamento saudável e recompensador para ambos.

Sem ilusões, no entanto: é um desafio constante, uma tarefa na qual é preciso se engajar de novo a cada novo dia que raia.

Dito tudo isso, pode ser bastante útil para uma pessoa (e para seu relacionamento) ter uma ideia das coisas que ela faz que perturbam seu parceiro. A seguir, estão listadas quatro coisas que os homens costumam detestar em uma parceira:

1 - Fofoca

OK, falar (geralmente mal) dos outros pode funcionar como uma válvula de escape para inseguranças e frustrações - e pode até ser divertido. Mas, de modo geral, os homens detestam que suas parceiras fiquem fofocando e o hábito de fofocar é uma característica que costuma afastá-los.

2 - Paranoia

Dúvidas aparecem e, em algumas ocasiões, suspeitas são até inevitáveis. Contudo, desconfiança exagerada faz mal ao bem-estar da pessoa, faz mal ao relacionamento e incomoda o parceiro.

Os melhores vídeos do dia

É preciso, portanto, saber achar um meio-termo entre a boba que se deixa iludir e não vê o que está na sua cara e a desconfiada que vê traições ou indícios de traição por toda parte - e acaba afastando o parceiro do mesmo jeito que alguém segurando com muita força um sabonete corre o risco de vê-lo escapulir.

3 - Insegurança

Por mais que, no caso de alguns homens, a insegurança da Mulher possa inicialmente despertar o instinto protetor, a convivência com uma pessoa insegura, que precisa ser consolada e elogiada constantemente, pode ser insuportável e uma pessoa desse tipo costuma ser uma companhia desinteressante.

4 - Verbosidade

É fato que as mulheres, em média, tendem a ser mais falantes do que os homens, que tendem a ser mais calados. Nenhum problema com isso, mas o exagero pode ser muito chato para quem está perto. Ninguém aguenta alguém falando sobre tudo o tempo todo. O diálogo é a base do relacionamento, mas não quer dizer que não se possa dar um descanso à língua de vez em quando. Ninguém quer impedir que a mulher (ou o homem, aliás) expresse seus sentimentos, mas "qualidade acima da quantidade" é uma regra a manter em mente quando se trata de palavras.