Falar de Dr. Enéas hoje é ter quase que convicção de que deixamos escapar a melhor oportunidade de não vermos o cenário caótico que a Nação se encontra, tendo em vista que no passado, o mesmo, já nos alertava a forma que o país estava para se afundar caso se elegesse os políticos que vemos encurralados em investigações de alcance mundial e o aumento substancial da ideologia Gramncista-Marxista na educação brasileira.

Nascido em Rio Branco (AC), em 5 de novembro de 1938, Enéas Ferreira Carneiro se notabilizou por ser um multiprofissional: médico cardiologista, 3º sargento-anestesiologista auxiliar do Exército brasileiro, matemático, físico, fora especializações e mestrados em que se diplomou. Começou a carreira política em 1989, pós-regime militar, fundando o Prona (Partido de Reedificação da Ordem Nacional), candidatando-se imediatamente à presidência da República em três pleitos seguidos 1989, 1994 e 1998, sem êxito em todos eles, além da candidatura à Prefeitura de São Paulo no ano 2000, quando ficou em 3º lugar e em 2006 tornou-se deputado federal com a quarta maior votação do Estado de SP.

Combativo e altivo, Enéas incorporava a imagem de gênio louco falando em média de quatro palavras por segundo e em grande parte de sua trajetória política usando o bordão "Meu nome é Enéas", conquistando muitos brasileiros, uns o considerando um lunático, mas alguns outros confiando naquela figura de barba abundante e óculos "fundo de garrafa".

Mostrou conhecimento em diversas áreas do meio político tanto em relação a interferência mínima do Estado na vida do cidadão, sendo contrário a legalização das drogas, aborto e o comunismo e favorável aumento do efetivo militar brasileiro.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Em relação ao comunismo, Enéas leu muito Engels na juventude, mas se decepcionou bastante ao ver que a ideologia retirava das pessoas a liberdade individual e entregando-a ao Estado, se autodeclarando contrário ao comunismo/socialismo.

Faleceu em 6 de maio de 2007 vítima de leucemia mieloide aguda, deixando três filhas. Com vários feitos notórios que aqui não há espaço para dizer, Enéas hoje é lembrado com muito carinho, principalmente por conservadores e pessoas que anos atrás o achavam só mais um doido que queria os holofotes, veem de forma clara e sucinta que ele estava certo no seu ponto de vista, expôs situações que quase ninguém pensava ser real.

sabendo disso, observa-se um desalento muito grande perante o caos político que assola o Brasil. Em sumo, perdemos o melhor Presidente que nunca mais teremos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo