No ano de 2005, a Warner Bros levou às telas de Cinema o projeto audacioso que contava a origem do super-herói dos quadrinhos Batman. A adaptação cinematográfica se chamou ‘Batman Begins’, fortemente influenciada pela saga clássica dos quadrinhos ‘Batman Ano Um’, de Frank Miller e David Mazzucchelli.

O projeto capitaneado pelos talentosos irmãos Christopher Nolan e Jonathan Nolan, respectivamente diretor e roteirista, trazia como Batman/Bruce Wayne o grande ator Christian Bale.

No elenco, havia grandes nomes como Michael Caine, Gary Oldman, Liam Neeson, Katie Holmes, Morgan Freeman, Ken Watanabe, Tom Wilkinson e Rutger Hauer.

Na sequência desse filme vieram 'The Dark Knight' (Batman: O Cavaleiro das Trevas) de 2008, que é considerado por muitos o melhor dos três filmes da trilogia e que teve uma atuação fantástica do falecido ator Heath Ledger como o vilão Coringa e 'The Dark Knight Rises' (Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge), de 2012.

Ao mesmo tempo em que Batman reconquistava o prestígio no cinema perdido na década de 1990 por uma série de produções infelizes, para dizer o mínimo, a Warner em 2006 tentava fazer com que Superman voltasse à tela grande com ‘Superman Returns’ (Superman - O Retorno no Brasil).

Para esta empreitada, o diretor Bryan Singer foi contratado. Ele havia dirigido em 2000 X-Men, filme que tem como mérito fazer uma adaptação decente de heróis dos quadrinhos para o cinema, coisa que praticamente não acontecia desde ‘Superman’, do diretor Richard Donner, em 1978, que trouxe Christopher Reeve como o melhor Superman/Clark Kent/Kal-El até hoje.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cinema

Muito do fracasso do filme de Singer deve-se ao tom exagerado de homenagem ao clássico filme de 1978, que Brian Singer colocou no projeto, vide a ótima imitação que Brandon Routh faz de Christopher Reeve interpretando Clark Kent.

Depois de vários problemas, a DC/Warner levou aos cinemas, em 2013, 'Man of Steel' (Homem de Aço) filme dirigido pelo superestimado Zack Snyder, credenciado por ter dirigido o ótimo Watchmen.

Se por um lado o filme de Snyder não é uma reverência exagerada ao clássico ‘Superman’, de 1978, como era o ‘Superman Returns’ de Bryan Singer, o filme peca por querer pegar carona no sucesso da “Trilogia Batman” dos irmãos Nolan.

Após o término do período do Homem Morcego com Christian Bale, o destino do personagem ficou incerto até a chegada de Ben Affleck como Batman/Bruce Wayne - chegada essa que não foi bem aceita pela maioria dos fãs de Batman.

Affleck estreou no papel com ‘Batman v Superman: Dawn of Justice’ (Batman vs Superman: A Origem da Justiça), de 2016. O filme é uma adaptação equivocada da clássica ‘graphic novel’, de 1986, ‘Batman O Cavaleiro das Trevas’, de Frank Miller.

Se em ‘Homem de Aço’ temos o pontapé inicial para uma unificação do universo DC nos cinemas, foi em ‘Batman vs Superman’ que fica consolidada a visão que Zack Snyder, o responsável pela concepção artística deste novo universo DC nos cinemas, parece querer dar para os heróis envolvidos.

O mais recente produto da DC/Warner, que corrobora esta estética dos filmes dos heróis da DC no cinema, é ‘Wonder Woman’ (Mulher Maravilha em tradução para o português). O filme não é patético quanto "Batman vs Superman" ou intragável quanto 'Suicide Squad' (Esquadrão Suicida), de 2016. Estão lá o tom sombrio, as cenas de lutas recheadas de computação gráfica, (nem sempre convincentes) e o tom épico das tramas.

Zack Snyder consegue com sucesso impor sua visão desses personagens tão queridos da cultura pop para o cinema e a concorrente Marvel agradece por isto!

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo