Uma tempestade avassaladora atingiu o Texas, nos Estados Unidos. Conhecido como furacão Harvey, tornou-se um furacão de categoria 4, na escala Saffir-Simpson, na sexta-feira passada (25). Por este método, mede-se a intensidade de um furacão numa escala de 1 a 5, sendo que 5 é o mais devastador.

Já há pessoas mortas, mas os dados corretos ainda não foram confirmados. Segundo o estudioso de impactos econômicos devido as intempéries naturais Chuck Watson, os prejuízos materiais somam algo em torno de US$ 30 bilhões (R$ 95 bilhões).

Para Dennis Feltgen, do Centro Nacional de Furacões da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional em Miami, vai chover por mais dois ou três dias.

Tal informação gera ainda muita apreensão e incertezas para os habitantes do Texas.

Apesar do difícil momento que passam os norte americanos, boas ações surgem com força suficiente para reerguer a nação em forma de solidariedade. Destaque-se a atuação do ex-presidente Barack Obama, que não perdeu tempo e mandou um Twitter fortalecendo a ajuda as pessoas atingidas. No tuíte, Obama agradece as pessoas que estão se ajudando mutualmente.

O ex-presidente ainda retuitou link para que as pessoas continuem a ajudar por intermédio da Cruz Vermelha, instituição que tem atuado em auxílio as pessoas atingidas.

O exemplo num momento difícil

Barack Obama tem sido exemplo de liderança quando o assunto é de difícil resolução. Em 2009, ano que assumiu o governo, teve que enfrentar uma forte recessão econômica e consequente aumento do desemprego.

Além disso, assumiu um governo severamente deficitário, cujo gasto ultrapassou US$ 1 trilhão, em especial, devido à campanha militar do Iraque e no Afeganistão. No âmbito politico, teve forte oposição da Casa de Representantes (Deputados), onde havia maioria de representantes do Partido Republicano.

Ao final do governo, teve boa aprovação dos cidadãos americanos e desponta como uma respeitada liderança, notadamente em questões sociais de grande envergadura, como é o caso dos danos causados pelo furacão Harvey. A sua publicação no Twitter tem mobilizado os americanos que não foram atingidos a ajudar as pessoas que tanto precisam neste drástico momento climático que passa o estado do Texas.

A postura dos americanos em ajudar uns aos outros de modo tão dedicado com vem fazendo, exercendo deliberadamente toda sua solidariedade, deixa evidente que a civilização norte-americana cultiva valores que servem de exemplo para muitos países, notadamente o ideal de fraternidade entre os seres humanos.

Barack Obama demonstra este comportamento social solidário no seu próprio Twitter quando afirma o seguinte: "Isso é o que fazemos como americanos."