Em Ritmo de Fuga (Baby Driver) vale cada centavo pago por uma sessão. Um filme com uma direção perfeita do Edgar Wright e uma brilhante atuação do jovem Ansel Elgort, o Baby, muito conhecido pelo público teen.

O filme conta a história de Baby, um piloto de fuga que trabalha para um criminoso (Kevin Spacey) e que se apaixona por uma garçonete (Lily James). Até aí você acredita que vai ser aqueles clichê românticos, mas não se engane. Continuando, Baby ficou órfão ainda criança e por esse problema acabou entrando no mundo do crime.

Devido a um acidente na infância o jovem Baby faz tudo com música, por isso "em ritmo". Normalmente as traduções de títulos brasileiros não costumam ser das melhores, mas em Baby Driver ficou perfeita, pois o filme trata exatamente disso, de ritmo e de fuga.

A música como é muito presente no longa, praticamente em toda cena uma música diferente, mas elas não se perdem em nenhum momento. O ritmo do filme ficou perfeito. Essa maestria fica clara nos primeiros minutos do filme. Veja o vídeo:

Edgar sabe contar uma história com poucas palavras, ele não fala, ele faz. O filme é construído basicamente com música e movimentos de câmera, ele usa até alguns plano-sequência. É um filme de ação com uma boa dose de comédia. Wright consegue fazer um filme com muito cortes que dão certo. Eles não se perdem em nenhum momento, o filme é tão bom que você assiste e nem percebe que já está acabando.

Atuação

O papel de Baby, interpretado por Ansel, acredito que Edgar não teria encontrado ator melhor. O filme foi feito para o Ansel. Sempre com fones, ouvindo suas intermináveis playlists, Baby fala poucas palavras, porém atua e dirige muito bem.

No papel de vilão, Kevin Spacey (Doc) faz o seu melhor, uma boa dose de sarcasmos e humor. O vilão nem parece tão vilão, parece muito com Frank Underwood (House of Cards).

Jamie Foxx (Bats) faz o papel de um vilão lunático/psicopata que muda toda a trama. Jon Hamm (Buddy) e Eiza González (Darling), um casal de criminosos bem apaixonado, que a todo o momento parece que vai pegar fogo. Na interpretação da mocinha (Debora), Lily James conseguiu passar bem a de mocinha que precisa ser salva.

O longa é um excelente filme que merece ser assistido no #Cinema e que vale cada centavo pago.

Ficha técnica:

Data de lançamento: 27 de julho de 2017 (Brasil)

Direção: Edgar Wright

Música: Steven Price

Roteiro: Edgar Wright

Produtora: Working Title Films

Distribuidora brasileira: Sony Pictures #Babydriver #EdgarWright