Em Ritmo de Fuga (Baby Driver) vale cada centavo pago por uma sessão. Um filme com uma direção perfeita do Edgar Wright e uma brilhante atuação do jovem Ansel Elgort, o Baby, muito conhecido pelo público teen.

O filme conta a história de Baby, um piloto de fuga que trabalha para um criminoso (Kevin Spacey) e que se apaixona por uma garçonete (Lily James). Até aí você acredita que vai ser aqueles clichê românticos, mas não se engane.

Continuando, Baby ficou órfão ainda criança e por esse problema acabou entrando no mundo do crime.

Devido a um acidente na infância o jovem Baby faz tudo com música, por isso "em ritmo". Normalmente as traduções de títulos brasileiros não costumam ser das melhores, mas em Baby Driver ficou perfeita, pois o filme trata exatamente disso, de ritmo e de fuga.

A música como é muito presente no longa, praticamente em toda cena uma música diferente, mas elas não se perdem em nenhum momento.

O ritmo do filme ficou perfeito. Essa maestria fica clara nos primeiros minutos do filme. Veja o vídeo:

Edgar sabe contar uma história com poucas palavras, ele não fala, ele faz. O filme é construído basicamente com música e movimentos de câmera, ele usa até alguns plano-sequência. É um filme de ação com uma boa dose de comédia. Wright consegue fazer um filme com muito cortes que dão certo. Eles não se perdem em nenhum momento, o filme é tão bom que você assiste e nem percebe que já está acabando.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Cinema

Atuação

O papel de Baby, interpretado por Ansel, acredito que Edgar não teria encontrado ator melhor. O filme foi feito para o Ansel. Sempre com fones, ouvindo suas intermináveis playlists, Baby fala poucas palavras, porém atua e dirige muito bem.

No papel de vilão, Kevin Spacey (Doc) faz o seu melhor, uma boa dose de sarcasmos e humor. O vilão nem parece tão vilão, parece muito com Frank Underwood (House of Cards).

Jamie Foxx (Bats) faz o papel de um vilão lunático/psicopata que muda toda a trama. Jon Hamm (Buddy) e Eiza González (Darling), um casal de criminosos bem apaixonado, que a todo o momento parece que vai pegar fogo. Na interpretação da mocinha (Debora), Lily James conseguiu passar bem a de mocinha que precisa ser salva.

O longa é um excelente filme que merece ser assistido no Cinema e que vale cada centavo pago.

Ficha técnica:

Data de lançamento: 27 de julho de 2017 (Brasil)

Direção: Edgar Wright

Música: Steven Price

Roteiro: Edgar Wright

Produtora: Working Title Films

Distribuidora brasileira: Sony Pictures

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo