Elizabeth Kubler Ross foi uma psiquiátrica que nasceu na Suíça e morou durante muitos anos nos Estados Unidos [VIDEO]. Em 1969, ela lançou um best seller mundial chamado On Death an Dying, que trata sobre a morte e o processo de morrer.

A saudosa Kubler Ross lançou também um curso de 10 dias para pessoas em fase terminal de câncer e aquelas que já tinha atingido os 90 anos de idade, mudando a maneira de como as pessoas pensavam sobre a morte. Durante o curso, eram discutidas coisas como: quem você quer que vá no seu velório? Qual é o tipo de roupa que você quer vestir? Você quer ser cremado ou enterrado?

No último dia do curso, a pessoa tinha que fazer uma prova [VIDEO] e se passasse nessa prova levaria para casa um certificado dizendo que estava preparada para morrer.

A prova tinha uma pergunta. A pergunta era a seguinte: "Se Deus te desse a oportunidade de você viver sua vida de novo, o que faria de diferente?” Todos os participantes escreveram a mesma resposta.

Sabe o que eles disseram? "Eu arriscaria mais". Tenho plena convicção de que quando você chegar no Sutra final, no seu último momento de vida e alguém lhe perguntasse o que você faria de diferente a resposta também seria "Eu teria arriscado mais". Então, Para que esperar os 90 anos chegar para pensar em arriscar?

Talvez você nem chegue aos 90 anos, pois, a vida é como uma vela que está acesa, às vezes, é tão formosa, mas se apaga de surpresa. “Tente sua sorte. O homem que vai mais longe é sempre aquele que não tem medo de arriscar”.

Só temos o hoje para fazer nossas escolhas. Joseph Campbell, um estudioso americano, dizia com maestria que a caverna que você tem medo de entrar guarda o tesouro que você procura.

Os melhores vídeos do dia

Não podemos jamais deixar o medo vencer, pois, como escreveu Napoleon Hill em seu livro A Lei do Triunfo: "O medo gera a superstição, e a superstição é o punhal com que a hipocrisia assassina a alma.”

Sabe qual é a diferença da pessoa que tem sucesso da que não tem? A pessoa que não tem sucesso não arrisca, não trilha por caminhos diferentes com medo de fracassar. Vive dando desculpas.

Já a que tem sucesso se compromete com suas metas e compreende que o sucesso exige coragem para correr riscos, para assumir compromissos e lutar pelos sonhos, objetivos e metas. Pessoas de sucesso não são super-heróis nem tão pouco Mulher Maravilha.

Se você pensava isso, bingo! Pessoas de sucesso são pessoas comuns assim como eu e você, elas erram, falham e tentam outra vez até dar certo.

Tenha coragem! Arrisque-se! Um mundo de possibilidades lhe espera. Sonhe alto! Corra riscos! Enfrente seus medos e seja vencedor. #OmundoPertence #AosAudaciosos