Que a relação entre os dos Estados Unidos e da Coreia do Norte não é das melhores, isso não é novidade pra ninguém, mas agora discursos com tons de ameaça são feitos pelas as duas partes. O ditador norte-coreano, Kim Jong-un, nesses últimos meses vem atraindo a atenção do mundo por demonstrar e testar seus mísseis nucleares, aparentemente não ligando para as recomendações da ONU [VIDEO] (Organização das Nações Unidas).

Já o presidente americano, Donald Trump, não ficou calado e afirmou que os "líderes norte-coreanos não estarão no poder por muito mais tempo". Declarações polêmicas como essa fazem que com a tensão fique grande em todo mundo.

Coreia do Norte

No sábado (23), durante uma intervenção na Assembleia geral da ONU, o ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, disse que, por causa das declarações infames de Trump, uma guerra será inevitável. O ditador Kim Jong-un continua com seus testes nucleares, e agora afirma ter uma bomba mais poderosa do que todas, a bomba de hidrogênio, e mostra total tranquilidade em relação as declarações do presidente americano.

Estados Unidos

Desde o início de sua campanha presidencial, Donald Trump mostrou não ter papas na língua, sempre demonstrando ser convicto com seus pensamentos. Depois de eleito, sua postura à frente da Casa Branca não mudou, e quando o assunto é Coreia do Norte, isso fica ainda mais evidente.

Trump diversas vezes citou o país asiático em seus discursos, como, por exemplo, quando passava férias em Bedminster, Nova Jersey.

“Será melhor que a Coreia do Norte pare de ameaçar os Estados Unidos ou vai se encontrar com uma fúria e um fogo jamais visto no mundo".

A guerra [VIDEO]

Por enquanto, são só ameaças de ambas as partes, mas tudo pode mudar da noite para o dia, já que a Marinha dos Estados Unidos tem tropas perto da Coreia, e o ditador Kim Jong-un continua testar mísseis intercontinentais. Se continuar assim, tudo leva a crer que teremos uma Terceira Guerra Mundial que envolveria diretamente diversos países como Rússia, China, Japão e Coreia do Sul.

No entanto, ao mesmo tempo em que estamos relativamente perto de uma Terceira Guerra Mundial, as chances de essas duas nações chegarem a um acordo não é impossível. Quem está tentando fazer esse papel de reconciliação é a já citada antes ONU (Organização das Nações Unidas). Por mais que seja um difícil papel. não custa nada tentar. Afinal, todos nós sabemos que uma Terceira Guerra Mundial não seria bom para nenhum dos dois lados.