Já houve um tempo em que sentar em frente à #Televisão e assistir a todas as #Novelas das emissoras de TV [VIDEO] era a principal forma de entretenimento das famílias brasileiras. Entretanto, com o surgimento de novas formas de diversão, pouco a pouco, a televisão foi deixando de exercer nas pessoas a magia de outrora. O resultado de tudo isso foi o significativo declínio da #Audiência, tanto das telenovelas como de outros programas da televisão, sendo que as explicações para a tão acentuada queda de audiência dos folhetins, assim como do resto da programação televisiva do Brasil, são muitas.

Alguns apontam que as novelas atuais não possuem bons enredos como os de antigamente, e que a maioria nunca apresenta nada de novo, sendo que as únicas mudanças que acontecem são apenas nos títulos das tramas e nos nomes dos personagens.

Também muito se comenta que, de uns tempos para cá, o gosto do público se modificou. Que para as pessoas atualmente com seus 30 anos ou mais é um hábito assistir novelas, pois quando eram crianças ou adolescentes adquiriram com seus pais a tradição de sentar em frente à televisão e acompanhar a sequência de telenovelas, o que geralmente não acontece com as novas gerações.

Outra afirmação que se ouve bastante é que os jovens de hoje não têm interesse por novela, já que há muitas outras formas de entretenimento "bem mais atrativas" para se gastar o tempo, como as diferentes opções de festas e de passeios, além, é claro, da forma de mais procurada de todas: a internet juntamente com suas famosas redes sociais.

Contudo, não se pode negar que os folhetins novelísticos foram e ainda são um dos passatempos prediletos de grande parte da população brasileira.

Os melhores vídeos do dia

Foi assim no século passado com as fotonovelas e as radionovelas e continua sendo no século XXI com as telenovelas.

Entretanto, é verdade quando se afirma que a telenovela vem perdendo espaço no cotidiano dos telespectadores. Se antes as telenovelas faziam com que quase todos os televisores dos lares brasileiros estivessem sintonizados às emissoras produtoras de novelas do país, agora não mais acontece. Vale lembrar que as telenovelas atuais nem de perto chegam aos impressionantes 50, 60 pontos de audiência das décadas de 1980 e 1990, a era de ouro da teledramaturgia brasileira [VIDEO]. E desde meados da primeira década dos anos dois mil, quando uma novela passa da casa dos 40 pontos de audiência, é motivo para se comemorar o ano inteiro.

Mas, apesar do significativo decréscimo de telespectadores noveleiros nas últimas décadas, as grandes emissoras do país ainda consideram a telenovela como uma das produções principais para se alcançar novos recordes de audiência na TV aberta; e por conta disso não poupam gastos quando chega o momento de iniciar uma nova trama.

No entanto, mesmo com todos os esforços e com toda a superprodução por trás da maioria das telenovelas, a verdade é que quase todas elas, em termos de audiência, não decolam e acabam ficando bem aquém da perspectiva dos autores e das emissoras.