O técnico Tite tem créditos de sobra com os brasileiros. Invicto em jogos oficiais e já classificado para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, a comissão técnica divulgou, nesta sexta-feira (15), a lista de convocados para as partidas contra a Bolívia e o Chile. Apesar das novidades, o goleiro vanderlei, do Santos, ficou de fora novamente.

No início da entrevista coletiva, Tite disse: “O critério da convocação não atende especificamente ao momento do atleta no clube. Mas, sim, o histórico dele no clube e na seleção. O momento dele no clube, na seleção e uma projeção dele para a Copa do Mundo”. Frase contraditória ao avaliar a lista com Artur, do Grêmio, Diego, do Flamengo, e Fred, do Sachar Doentes, da Ucrânia. [VIDEO]

Vanderlei é o goleiro brasileiro mais regular há pelo menos um ano e meio.

Alisson assumiu a titularidade no gol da Roma apenas nesta temporada. Cássio passou por mau momento em 2016, mas voltou a demonstrar qualidade neste ano. Ederson é jovem e demonstra altos e baixos.

A atual comissão técnica já deu oportunidade para Everton, Diego Alves, Alex Muralha, Marcelo Grole e Danilo Fernandes. Na coletiva, Tite afirmou que há “uma avaliação técnica que acompanha todos (os goleiros) em seus treinamentos, jogos (...) Estamos com uns sete goleiros, a nossa safra é muito boa”. No Brasileirão 2017, Vanderlei é o jogador com a maior média de defesas difíceis por jogo: 2,68.

Análise

Com a Seleção Brasileira já classificada para a Copa da Rússia, agora é a hora de testar novos jogadores e não fechar o elenco igual 2013, após a conquista da Copa das Confederações. Naquela oportunidade, Jô, Bernard e outros atletas não viviam bom momento e colaboraram para o 7 a 1.

Os melhores vídeos do dia

O zagueiro Miranda estava “voando” no Atlético de Madrid e foi preterido por Dante e Henrique.

Artur merece essa chance pelo que tem demonstrado no Grêmio, mesmo não tendo histórico na seleção principal (critério adotado por Tite na coletiva). Já Danilo, do Manchester City, é um teste positivo. Mesmo amargando o banco de reservas na última temporada europeia, o lateral é uma alternativa para Fagner e Daniel Alves. Ele já disputou 15 jogos pelo time principal e a Olimpíada de 2012. Rafinha, do Bayern de Munique, ainda corre por fora.

Diego, do Flamengo, não vive bom momento e já foi testado no Brasil. Apesar do histórico de convocações, o atleta nunca demonstrou “protagonismo” na seleção e sua condição física é uma incógnita para 2018. Ele completará 33 anos em fevereiro. É a hora de dar oportunidade a outro jogador.

O ataque é a posição que está em aberto. Tite busca um reserva para Gabriel Jesus. Roberto Firmino vem se destacando no Liverpool, mas não rende o mesmo vestindo a camisa amarela.

Diego Tardelli (Shangdong Luneng) foi convocado para concorrer a essa vaga por causa do momento que vive na China (11 gols em 13 jogos). Na seleção, marcou apenas três em 14 partidas. A disputa é acirrada com: Taison, Diego Souza e Luan (não convocados).

Já o volante Fred possui seis jogos com a seleção. Ele disputou a Copa América de 2015 pelo Brasil e só não foi para as Olimpíadas do Rio devido ao veto do Shakhtar (clubes não são obrigados a liberarem atletas para o torneio). A opção é válida para teste, mesmo porque outros jogadores não vivem boa fase, como Rafael Carioca (já convocado por Tite).