A natureza tem uma função. Nós, humanos, temos uma função. A terra tem sua função. Conhecer um pouco sobre a função social da propriedade pode nos trazer uma luz sobre uma grande indagação: o que melhorar na propriedade?

Este artigo pretende registrar algumas dicas de como auditar uma propriedade para que ela atinja 100% de seu aproveitamento, respeitando as regras ambientais e, ainda, por bem, gerar lucros e recursos para seus proprietários.

Inicialmente, é preciso dizer que a propriedade tem um potencial enorme em termos de recursos e possibilidades. Muitas vezes, a propriedade pode fornecer recursos e insumos para a realização de projetos, inicialmente de pequena escala que, com ordem e persistência, podem, num futuro, gerar grandes oportunidades para o proprietário.

Uma propriedade pode servir de investimentos no mercado imobiliário. A primeira grande função social é o bem de valor que constitui uma propriedade. Daí a necessidade de zelar por ela e enfim manter a propriedade para os bons olhos dos investidores, se a venda for a opção escolhida pelo proprietário.

A segunda grande função é a ambiental [VIDEO]. Não a menospreze. As pessoas que possuem nascentes em suas propriedades, por exemplo, têm uma vasta riqueza natural de incalculável valor. É preciso preservar as nascentes e rios. A água é um bem caríssimo e serve ao consumo humano em tantas atividades que é praticamente impossível não lembrar da palavra "água" ao menos uma vez por dia. Atividades industriais, agricultura, pecuária e mesmo serviços precisam de água. Outros recursos naturais são as matas, recursos que inexoravelmente exercem papel fundamental em muitas atividades humanas.

As primeiras conclusões que tiramos é que a propriedade tem uma valorização econômica constante a medida que ela é aprimorada prelo proprietário e, ainda, que há propriedades cujos recursos naturais devem ser utilizados e preservados para que haja uma harmônia entre relações econômicas e ambientais e para que não haja escassez de recursos.

Ademais, há uma questão de gestão da propriedade, seria a terceira grande função social. A propriedade precisa ser gerida. Um bom plano estratégico que projete a evolução da propriedade no tempo pode trazer grandes surpresas em alguns anos de sua prática. Gerir bem uma propriedade é observar boas ideias para espaços vazios, projetar jardins, parques, locais de lazer, hortas e empreendimentos diversos na propriedade que enalteçam a sua função social.

Há quem diga que existem propriedades ruins de solo, ou íngremes, ou isso ou aquilo. No entanto, podemos planejar e mudar as condições de uma propriedade com bons olhos e mente voltada para a pedra fundamental na sua propriedade.

A fim de superar estás questões e as adversidades que advém na sua condução para uma propriedade que atenda a função social, relembramos da hostilidade do deserto que deu lugar a hoje conhecida Dubai.

Há lugar mais difícil no mundo para dar função social do que no deserto? Dubai representa uma das muitas inciativas que representam o atendimento da função social da propriedade.

Dessa forma é muito bom auditar uma propriedade, realizar um projeto e um plano estratégico, em especial para as pessoas que possuem grandes propriedades. Às vezes há muito o que fazer para engrandecer [VIDEO]o seu espaço e isso pode ser feito com respeito ao meio ambiente.

A função social da propriedade atendida gera uma sociedade cada vez mais prospera, com jardins, com urbanidade, com mobilidade e eliminação de escassez de recursos.