Há cerca de 70 milhões de anos, o primata povoa a Terra, e, com o passar dos tempos, a evolução é perceptível em todos os aspectos, até 2017 quando o Brasil estagnou e resolveu regredir a Idade das Trevas.

Quarta-feira (8), a bancada evangélica [VIDEO]estava resolvendo problemas na educação, Saúde ou segurança? Não, ela preferiu interferir sobre o direito em relação ao corpo alheio. Deputados cheios de pré-conceitos e dogmas religiosos aprovaram, por 19 votos a um, a ampliação da licença maternidade com a proibição de aborto sem restrições para qualquer justificativa. Falta analisar 11 destaques inseridos nas duas propostas de emenda à Constituição e para entrar em vigor depende de aprovação do plenário da Casa e do Senado.

Isso significa então o fim do aborto?

Garanto que não meu caro leitor, o procedimento continuará em locais clandestinos com péssimas condições, colocando em risco a vida de mulheres. Situações como estupro, bebês com má formação do cérebro ou ainda gravidez que coloca a vida da mulher em perigo não estão sendo levadas em conta. Os conservadores se importam demais com o feto, que só é considerado vida a partir de 3 meses, quando as funções cerebrais estão formadas, e a vida, saúde e segurança da mulher estão sendo descartadas e depois que a criança nasce o estado não quer mais responsabilidade alguma. “Os conservadores são obcecados pelo feto da concepção até o nascimento, depois disso não querem saber mais nada de você, não querem nem mesmo ouvir falar de você, nada! Nada de exame pré-natal, nem apoio, nem creches, nem merendas, nem vales, nem plano de saúde.”, disse George Carlin, humorista.

Os melhores vídeos do dia

Há situações em que a mulher não tem condições ou não quer, como em caso de um estupro, um filho. A criança cresce sem qualquer estrutura familiar, e, se virar criminoso, a sociedade vem com o famigerado dilema “delinquente bom é delinquente morto”. Além disso, o governo não deveria ter direito sobre o corpo de ninguém. Segundo o IBGE, em 2015, cerca de 8,7 milhões realizaram o procedimento no Brasil e nem todos são bem sucedidos. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada dois dias uma mulher é vítima das precárias clínicas clandestinas. A legalização diminuiria o número de mortes. A hipocrisia e ignorância é incômoda, os conservadores continuam com pensamento da Idade das Trevas, não seria nada surpreendente se Marty McFly e Dr. Emmett Brown viessem levá-los de volta.