Pode parecer estranho para você, mas leia até o final. Uma escritora e palestrante cristã pegou todos de surpresa, ao contar no seu artigo que aceitou um convite, no mínimo, inusitado: ir a um clube de Striptease. E mais: na companhia de esposas de pastores.

Essa incomum experiência foi compartilhada por Anna McCarthy num site cristão. Nele, ela descreve alguns momentos desses encontros realizados, fala sobre as esposas dos pastores e admite que saiu de lá com outra percepção.

Experiência libertadora

Para Anna, a experiência foi libertadora. A escritora explica como saiu do comum, pois descobriu que não eram simplesmente mulheres casadas com pastores e, sim, mulheres com uma visão.

Tal atitude, segundo ela, assemelha-se a de Jesus Cristo e serve de exemplo para a igreja. Uma atitude que a seduziu, pois o grupo dessas mulheres planejou visitar clubes noturnos para entregar comida e presentes às dançarinas.

Garotas lindas e normais

No início, ela até teve um pouco de receio ou temor. No momento em que elas chegaram ao clube e foram levadas pelo segurança até o camarim das dançarinas, Anna McCarthy ficou espantada com o que observou.

Depois, ficou mais à vontade. De acordo com seu relato, aquelas lindas strippers, no fundo, eram pessoas comuns. Gente como a gente mesmo. A própria Anna foi ganhando confiança e conversou a sós com uma delas.

Livre de preconceitos

A escritora ainda afirma que uma pessoa que escolhe seguir a Jesus, às vezes vai se deparar com situações desafiadoras.

Os melhores vídeos do dia

Na opinião dela, é preciso estar pronto para isso, para saber como agir ou reagir.

Além disso, ela chega a mencionar um problema central: o preconceito. É necessário se despir de todo tipo de preconceito ao interagir com essas pessoas, pois só assim o Evangelho poderá tocá-las de forma profunda e modificá-las por completo.

Mais amor, por favor

Embora a presença de cristãos nesse tipo de ambiente divida opiniões, Anna diz que muitos crentes acabam vivendo de forma isolada. Com isso, não percebem que há homens e mulheres nesses lugares precisando urgentemente do amor de Deus. Para ouvir uma palavra ou serem ouvidos.

Ela mesma conta que a reação das garotas do clube de striptease foi bastante positiva. Afinal, elas não viram Anna e as esposas dos pastores como mulheres da igreja que só transmitem ódio e intolerância, ao invés de amor. No final, as próprias strippers agradeceram por tudo.