O presidente da República e o Brasil. Oitenta e um por cento dos brasileiros [VIDEO] consideram os políticos do Brasil corruptos, e 90% do povo brasileiro não quer #Michel Temer como presidente do Brasil.

Em uma recente pesquisa que mede o nível de corrupção em 176 países, o Brasil ocupa a 79º posição e galgando posição cada vez mais alta nesse ranking. Grande parte dos ocupantes das cadeiras da Câmara Federal e do Senado Federal rasga publicamente que o presidente da República é um bandido. O empresário Joesley Batista diz que Temer é ‘’chefe de organização criminosa’’.

O Brasil [VIDEO]é o único país no mundo que tem o presidente em exercício acusado duas vezes por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, com dezenas de pedidos de impeachment parados no Congresso e que é chamado abertamente pela população e por grande parte dos parlamentares do Congresso Nacional de bandido.

É também o único país do mundo a ter um ex-presidente condenado pela Justiça e mais três ex-presidentes sendo processados pela Justiça acusados de cometer os mais diversos tipos de crimes.

Câmara, Congresso e Judiciário

A Câmara dos Deputados, que, para o povo, é um covil de vigaristas, atesta: Brasil é um país governado por bandidos! O Congresso Nacional tem mais de 500 deputados e 81 senadores, dos quais, 83% estão envolvidos em escândalos e tentarão a reeleição. Treze dos senadores são alvos da Operação Lava Jato e 24 têm pendências na Justiça com acusação criminal.

No STF (Supremo Tribunal Federal) não é nada diferente. A Alta corte, que deveria ser vista com respeito por todos os brasileiros, é hoje vista como motivo de vergonha. O ministro Dias Toffoli é citado na delação de Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, e também está envolvido em escândalo em uma universidade.

Sobre o ministro Ricardo Lewandowski em todas as redes sociais se vê estampado com tetras garrafais: o ministro STF Ricardo Lewandowski é o juiz mais pilantra e corrupto do Judiciário brasileiro.

O ministro Gilmar Mendes está constantemente envolvido em polêmicas e, de certa forma, é odiado pelo povo, de tal forma que nem assistir a um jogo de futebol pode mais sem sofrer o ataque da massa enfurecida que o xinga de corrupto e de #Ladrão. E tem ainda o ministro Marco Aurélio Mello, famoso por absolver réus de partidos aliados do crime de lavagem de dinheiro.

Conclusão

Quando a Polícia Federal e o Ministério Público investigavam o Palácio do Planalto sobre a maior organização criminosa já vista no Brasil, abrangendo os poderes Judiciário, Legislativo e Executivo, na Câmara dos Deputados aconteceu a votação/julgamento que impediu o prosseguimento dessas investigações. Isso desenfreou de vez o crime já instalado nos três poderes, deixando claro que a impunidade reinava.

A ideia de que crime compensa se perpetuou, Desde então, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), segura todos os processos que possam de alguma forma incriminar o presidente Michel Temer, se tornando padrinho do crime instalado no Planalto.

E assim está nosso país. Tomado pela corrupção por todos os lados. Que as próximas eleições nos salvem pelo menos no Senado, na Câmara e na Presidência, porque no Judiciário, só mesmo um milagre. #Política