É claro que em algum momento da sua vida, você já deve ter ouvido falar nesse pequenina palavra: #Cidadania. O conceito de cidadania é bastante volátil e muito dinâmico e a cada dia que passa, ele se renova e se transforma, assim como acontece com a própria sociedade num geral, dentro dos contextos que nós estamos inseridos e, principalmente, perante as mudanças de ideologia que estamos vivenciando, produzindo uma nova cultura.

Um exemplo bem claro para ilustrar tudo isso que estamos falando é o papel da mulher perante a sociedade. Segundos os teóricos, o homem é um ser sociável. Ele precisa da vida em sociedade para continuar a viver.

E para que essa inserção seja possível, é necessário que você obedeça os bons costumes, a moral e claro, as leis do seu país.

A primeira instituição social pela qual todos nós passamos é a nossa família. É nesse berço que você aprende os seus valores, valores que iremos acabar levando conosco para o resto de nossas vidas, bem como a falta destes também gerará problemas futuros.

Posteriormente a isso, entramos na escola e começa a ação do saber científico, a reprodução de todo o conhecimento produzido pela sociedade. É nesse momento que formamos as nossas crenças, e assim, aos poucos, nos introduzimos na sociedade em que vivemos, cumprindo o nosso papel social.

Contudo, apenas existir em sociedade não te torna um cidadão de fato. Temos que ter responsabilidades para com o outro, já que existimos dentro de um complexo organismo que deve funcionar perfeitamente: a sociedade.

Assim sendo, podemos definir como cidadania nada mais do que esse conjunto de direitos e deveres que todos nós temos, participando de modo ativo da vida em sociedade, bem como do governo que está à frente do nosso país. Quem não os possui está excluído da vida em sociedade, bem como não participará das decisões políticas de seu país.

E no Brasil, como funciona a cidadania?

Assim como aconteceu no mundo todo, também evoluímos e muito no conceito de cidadania. Desde a época onde havia a escravatura, passando pela conquista do direito ao voto, posteriormente com o direito ao voto feminino até chegarmos na Diretas Já, o Brasil cresceu e muito! A Constituição Federal de 1988 é, sem dúvida alguma, a mais cidadã e humana que já tivemos durante toda a nossa história.

Ela traz em seus artigos mudanças importantes, reconhecimentos de direitos em cláusulas pétreas como o direito à vida, à liberdade de expressão, ao respeito para com o outro. As ONGs estão aqui para ajudar o governo a cumprir com o seu papel de tutor dos cidadãos. Fazer um trabalho voluntário, por exemplo, é exercer a cidadania. Tenha iniciativa, comece agora mesmo! #ONG #terceirosetor