Os brasileiros encontraram um modo de ficarem confortáveis e agradecidos.

Minha revolta é muito grande. Ao andar pelas ruas, vejo o ir e vir de sacolas de compras. Alheios à crise e fazendo de conta que não estão sendo roubados. Acreditam que tudo já foi feito e que agora é deixar o barco rolar.

Lembrei do governo Collor, que saqueou a conta poupança dos incrédulos. Foi um pavor geral. Nada fizemos na época, mas fomos surpreendidos por um movimento não político de jovens pintados. E conseguimos tirar um presidente com um impeachment. Viva. Mas agora não, a apatia é geral. Tudo ficou pior por aqui. Tantas manifestações em vão, milhares nas ruas para nada, você pensa.

Mas não acredite que nosso país está em falência! Agora falamos mais de política nas ruas, somos mais informados, e este nosso povo ignorante ficou menos ignorante.

A inveja que sentimos pelos argentinos incomoda

Mas aí você se assusta vendo aquele bando de argentinos como moscas em meio à fumaça gritando contra o governo. Então lembra de como você sofreu com todo o processo político e jurídico que varou o ano incomodando nossos ouvidos. Veja só, milhares de argentinos, centenas de policiais com armamento pesado, protestos, gritos, cacetadas em inocentes. A sensação é de que finalmente você entendeu que a ficha caiu. Os argentinos. Pois é, você sentiu inveja daquela bravura, daquela coragem e ficou envergonhado. Aqueles imagens mexeram com todos nós. Argentinos gritando e enfrentando com fúria a polícia nas ruas, indignados com as reformas do governo, e nós aqui calados e quietinhos esperando pra ver no que vai dar, afinal estamos bem de saúde, muito obrigada! Não temos mais postos de saúde, remédios públicos, porque os médicos estão em greve, professores não recebem salários.

Muitas famílias de classe média jogando nas ruas carrinho de brigadeiro, sanduíches. Você pensa: de que lado estou? No dos protestos ou o no dos que aprovam? E já não sabe mais. Porque ninguém sabe mais o que poderá acontecer. Tudo de mais absurdo e mentiroso passou pelos olhos de todos, vimos quem era acusado de ladrão [VIDEO] ter seu nome limpo no dia seguinte por alguma liminar. Afinal essa palavra entrou na ordem do dia. Mas agora a divisão é outra, os argentinos estão apenas começando, terão muito o que enfrentar, e isso lhe serve de consolo. Agora o que temos é um país dividido, como Caim e Abel: de um lado o ódio e do outro o nosso lado, o da paciência.