Mais um grande sucesso de Hollywood estreou nos cinemas na última quinta, 14 de dezembro. Star Wars: Os últimos Jedi é mais um capítulo da saga que vem emocionado multidões há décadas. A trama continua tendo como pano de fundo a eterna luta do bem contra o mal.

Para o renomado #escritor cristão J. Lee Grady, o lançamento da película é uma oportunidade formidável para os cristãos propagarem a mensagem do evangelho. Grady foi por alguns anos editor da revista Charisma, a principal publicação do segmento pentecostal do mundo. Valendo-se de sua reputação, escreveu um artigo onde incentiva os evangélicos, em especial os jovens, a não "demonizarem" o clássico, mas sim, a usarem a analogia da luta do bem contra o mal a favor da difusão da fé cristã.

É preciso contextualizar!

Atualmente, Grady dirige uma ONG cristã dedicada a projetos sociais, o que o tem despertado para a necessidade dos cristãos aproveitarem todas as oportunidade para compartilharem o amor de Deus. O escritor destaca que a trama de Star Wars possui ricas lições sobre as consequências das escolhas pessoais, o que claramente encontra muitos paralelos com os valores cristãos defendidos pela Bíblia.

O líder pentecostal enfatiza que na saga valores tão ricos para a fé cristã, como perdão, amizade, esperança, fé, coragem, amor, dentre outros, fornecem um precioso elo de ligação com os ensinos de Jesus Cristo, que durante toda a sua vida defendeu os mesmos ideais. Lee ressalta que o objetivo não é sacralizar o filme ou mesmo buscar subsídios teológicos no mesmo, mas sim usar o enredo como uma analogia, a exemplo das parábolas bíblicas.

Os melhores vídeos do dia

Estratégia eficaz ou apenas apelação?

É claro que tal proposta não passaria incólume. Cristãos em todo o território norte americano acreditam ser totalmente desnecessária a vinculação de filmes não cristãos aos ensinamentos bíblicos. Mas Grady acredita que os evangélicos precisam usar estratégias mais eficazes para a transmissão da mensagem cristã.

Segundo ele, se o apóstolo Paulo estivesse vivo em nossos dias, iria ao cinema assistir Star Wars e com certeza utilizaria todos os recursos possíveis em sua missão de evangelista. O escritor usa como base para sua tese a passagem bíblica encontrada em (1º Coríntios 9:22), onde Paulo enfatizou que estava disposto a fazer o que fosse necessário para alcançar os perdidos.

O escritor termina seu artigo desafiando os cristãos a quebrarem paradigmas na busca por aqueles que ainda não conhecem a mensagem do evangelho e que para isso devem usar todas as estratégias disponíveis na sociedade. #Estrategia