2

“Viemos à Igreja nesta noite festejar o nascimento do Menino Jesus. Já podemos cantar o refrão: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por Ele amados”. Com este discurso, padre Marcos Vinícius Clementino iniciou a homilia da Missa na Noite de Natal. A celebração, foi dia 25 de dezembro, na Paróquia Santo Antônio do Parque – Diocese de Guarulhos. O pároco destacou que a ceia natalina de cada família teve algo em comum, “a alegria do nascimento de Cristo Salvador”.

Encerramento do Advento abre o Natal

O sacerdote, que na manhã deste domingo, presidiu também, a missa do quarto e último Domingo do Tempo do Advento, continuou: “O motivo da festa que nos une nesta noite é o nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo”.

Segundo ele, até mesmo as pessoas que não creem na força salvadora de Jesus [VIDEO], não têm como fugir das comemorações do nascimento do Filho do Deus Altíssimo.

César Augusto decreta censo para achar o Menino Jesus

O religioso recordou ainda junto aos fiéis, Evangelho [VIDEO] de (Lucas 2,1-14), dia 24, com decreto do imperador César Augusto, determinando recenseamento da população. Padre Marcos explicou que essa medida fez com que José e Maria, grávida de Jesus, seguissem de Nazaré na Galileia, até Belém na Judeia, para lá registrarem-se. Neste período, completou-se o tempo da gravidez.

Por falta de hospedagem, Jesus nasce numa estrebaria

Mas a falta de vagas em hospedarias fez com que Jesus nascesse numa estrebaria. Maria envolveu-o em faixas e deitou-o numa manjedoura [VIDEO]. O sacerdote explicou que informados por anjos sobre o nascimento do Menino, os pastores da região reconheceram Jesus como o Salvador da humanidade – o Messias.

Não desprezem os irmãos de ruas

Conforme o sacerdote, nesta mesma linha, continua nos dizendo (Isaías 52,7-10): “Como são belos os pés de quem anuncia e prega a paz”. Então, enfatizou o pároco, pelo Evangelho (Jo 1,1-18), os que acolheram a Palavra se tornaram filhos de Deus e nossos irmãos. E como irmãos não podemos desprezar os filhos de Deus que moram nas ruas das cidades, ou o que pertencem a outras denominações religiosas, ou mesmo aqueles que optaram por diferentes caminhos.

O que mudou com o nascimento de Jesus?

Falando aos que frequentam missas todos os domingos, o sacerdote alertou que o mundo espera deles melhores atitudes a cada dia. Levando a assembleia à reflexão, o reverendo questionou: “O que mudou em você além das roupas novas para vestir nestas festas? Afinal, celebramos o Natal, não deixem o Menino Jesus aqui na Paróquia, levem-no em seus corações.

Sacerdote invoca bênçãos de Deus

E o padre pediu: “Que Deus nos abençoe e que saiamos daqui melhores do que quando entramos nesta Igreja, neste dia 25 de dezembro.

Daqui um ano estaremos refletindo novamente, de que forma o Verbo habitou entre nós? O pároco incentivou ainda cada fiel da missa olhar para o irmão sentado ao seu lado e ver nele a face de Deus, já que somos sua imagem e semelhança.

Amor a Jesus elimina ódio entre pessoas

“Esse exercício é importante para percebermos Jesus Cristo no meio de nós”. Concluindo a homilia do Natal, o religioso enfatizou que quando isso acontecer o mundo será muito melhor, pois não haverá ódio, raiva nem qualquer outro sentimento repugnante”. E concluiu o padre: “Que Deus abençoe a todos e os acompanhe, agora e sempre”! E a assembleia de fiéis respondeu: Amém!