Imagina-se que a confusão existente atualmente sobre orientações sexuais e Gênero seja um fenômeno que teve início recentemente, mas especialistas que estudam o comportamento humano afirmam que é apenas o resultado de uma explosão de informações discutidas apenas na intimidade até então.

Surgiram inúmeros novos nomes para atender os anseios das atuais especificações, mas o número de homens e mulheres que são heterossexuais permance como maioria.

Um exemplo de nome novo são os 'g0ys'. Os 'g0ys' são homens que também gostam de outros homens, mas não se consideram gays. Provavelmente, em um futuro próximo, algum especialista construa um quadro com todos os nomes e opções, mas até isso acontecer prevalece o quadro que melhor descreve as escolhas, como segue aqui:

Quanto à natureza sexual

A natureza sexual é a forma sexual biológica do ser humano, onde genitália e cromossomos se combinam, definindo a.

sexualidade da pessoa. Ou seja, se nasceu fêmea, macho ou intersexual. Para caracterizar se a pessoa é intersexual, não sendo possível a definição de macho ou fêmea, aplica-se a ideia do binarismo 'fêmea' e 'macho'. Isso acontece porque o aparelho genital não condiz com o tipo cromossômico, ou ainda porque as gônadas apresentam características intermediárias entre os dois sexos.

Identidade de gênero

Debates aconteceram na câmara de deputados [VIDEO]abordando o tema, que permanece confuso e contraditório, já que existem muitas ideias sobre o assunto, onde ainda acontece a busca pela definição pontual sobre as distinções de gênero, orientação sexual e identidade sexual. A existência de categorias de gênero ainda carece de discussão e definição, sobretudo em uma sociedade dividida ente liberais, radicais e incertos, dada a complexidade humana.

A descrição que atualmente melhor define a categoria gênero é aquela que, por sua construção social e cultural, demostra suas escolhas individuais, gostos e costumes, e é a própria pessoa quem o assume. Mas cogita-se se um melhor debate, para fugir do binarismo “mulher” e “homem”, considerando que existem os transgêneros, por exemplo.

Orientação sexual

Quanto ao sentido amoroso, a orientação sexual é diferente do que se entende por opção sexual. A orientação sexual trata dos anseios da pessoa quanto ao seu sentimento amoroso, afetivo e sexual, transparecendo se sua atração é por pessoas da mesma natureza sexual ou oposta. Quanto a orientação sexual elas podem ser:

Heterossexuais: É quando existe atração sexual e efetiva por pessoa da natureza sexual/gênero oposta.

Assexuais: É o caso da pessoa que tem a sua sexualidade em construção, não sentindo ainda atração por ninguém.

Bissexuais: Bissexual é a pessoa que sente atração sexual e efetiva por pessoas de mesma natureza sexual e também por natureza sexual oposta a sua, ou seja, tanto por mulheres quanto por homens.

Homossexuais: Quando existe atração afetiva e sexual por pessoas da mesma natureza ou mesmo gênero. Os termos são: Lésbicas, para mulheres que gostam de mulheres e gays para homens que gostam de homens. Gay é um termo que também pode ser usado igualmente para as mulheres.

Pansexuais: Nesse caso, a atração sexual ou afetiva independe da natureza sexual ou do gênero.