O #Papa Francisco é uma personalidade que veio "mudar" a política católica no mundo. Inicialmente, parecia ser um pontífice mais aberto as ostentações, as vaidades do mundo, as tendências, o mundialismo e, enfim, pronunciou discursos fervorosos pela fraternidade entre os seres humanos. Chegou a criar problemas junto a Ordem de Malta, uma instituição católica influente no mundo europeu que possui, assim como o #Vaticano, status internacional soberano reconhecido.

O argentino chegou ao Vaticano com um "sorrisão" e fez jus ao nome franciscano quando abdicou de algumas benesses junto ao poder do Vaticano. Todos sabem que a vida no Vaticano, apesar das penitências, promessas, etc, vai muito bem e sem grandes necessidades, como vivem os católicos da Venezuela, do Senegal e os da Eritréia, muitos, famintos, paupérrimos e sem nenhum sorriso.

Para alguns países como estes citados, raramente há um Papa disposto a auferir in loco as verdadeiras condições dos fieis, exceto na ficção, como ocorre na escolha do papa que se tornou best seller escrito por Morris West em - As sandálias do pescador - uma obra que evidencia a humilde de Kiril Lakota, que viria a ser preso, torturado e depois se tornou Papa.

O mundo, é claro, evolui, e o papa Francisco, apesar de sua humildade evidente, não deixa de ser presenteado. A imprensa europeia chegou a afirmar que o Papa não é um homem comum como todos os cidadãos.

Opiniões a parte, o Pontífice vem sendo tratado com grande espero por grandes empresas do mundo: a título de quê? Todos afirmam cabalmente que é devido ao respeito pela autoridade religiosa. A lamborguini por exemplo acaba de presentear o Papa com uma máquina branca como a constante indumentária do Papa.

Os melhores vídeos do dia

Quiçá para combinar o tom.

Quando recebeu o presentinho humilde, o Papa canetou o contrato sobre ela. Ali mesmo pousou para fotos e realizou os devidos agradecimentos aos responsáveis por tão lindo, caro e tecnológico presente. Lamborguini Huracan RWD é modelo único para o Papa e sua velocidade pode fazer voar toda aquela roupa e aqueles paramentos já na primeira acelerada que o pontífice dar. Faltou alertar o Papa sobre os efeitos das leis de Newton existentes em carros de alta velocidade, a fim de que não ocorra nenhum acidente culposo por parte do Pontífice.

Enfim, o lance é que o Papa vai leiloar o presente para projetos humanitários. Os recursos poderão servir de grande auxílio para países onde necessidades ultrajantes ocorrem. A publicidade da arrecadação e a entrega dos recursos aos projetos humanitários ainda não foi divulgada pela imprensa do Vaticano.