A rede de supermercados Hirota Food causou polêmica entre os consumidores - e entre os internautas -, após distribuir a seus clientes uma espécie de ''cartilha'' de valores familiares; nas páginas da publicação, diversos trechos condenam o casamento homoafetivo, o aborto e o sexo antes ou fora do casamento.

No tópico ''Os pilares do casamento'', o livreto descreve as relações conjugais homoafetivas como uma ''distorção na criação''.

Ao todo, são 31 mensagens que se propõe a falar sobre casamento, educação dos filhos e até problemas financeiros. Batizada de ''Cada Dia Especial - Família de 2017'', a cartilha, cujos textos foram escritos pelo pastor da Igreja Presbiteriana, Hernandes Dias Lopes, causou um enorme descontentamento entre os compradores habituais da rede de supermercados, fazendo com que o Hirota publicasse uma nota desculpando-se com seus clientes.

Nesta nota, o supermercado diz que lamenta qualquer transtorno causado pela cartilha e que jamais teve a intenção de discriminar ou ofender quaisquer formas de amor.

Além disso, a rede de supermercados afirma que não apoia nenhum tipo de preconceito, seja em relação à raça, religião ou gênero, e conclui a nota pedindo desculpas a todos que se sentiram ofendidos pela publicação.

Outro trecho polêmico do livreto sugere a submissão da mulher em relação ao marido. O pastor afirma que a esposa submissa será mais feliz e segura. A publicação cita também o aborto, dizendo que este é um ''crime hediondo''.

Em protesto contra a cartilha, militantes LGBT [VIDEO] planejaram um ''beijaço'' - que ocorre hoje (20), às 17h30 - em frente a loja do Hirota Food da Avenida Paulista.

Nas redes sociais, diversos consumidores declararam seu descontentamento com a atitude claramente discriminatória do supermercado.

Para a consultora financeira Vanessa Camargo, que pegou o panfleto enquanto fazia compras com sua noiva, a postura da rede feriu e desrespeitou milhares de seres humanos e os diferentes tipos de famílias existentes. [VIDEO]

Apesar do pedido de desculpas da rede Hirota Food, a equipe de reportagem do G1 conta que adquiriu a mesma cartilha ainda ontem (19) na loja da Vila Madalena. O livreto teve uma tiragem total de 10 mil exemplares.

A página oficial da rede Hirota Food na rede faz referências constantes a trechos bíblicos e tem um link para uma publicação eletrônica de notícias e textos vinculada a um grupo católico.