A idealização do corpo feminino tem menosprezado a beleza de tudo que a classe feminina já conquistou. Muito se fala sobre questões de aborto ou qual tamanho de shorts deve – se usar. O que chama atenção é o fato de que, se alguém usa tamanho maior que 42, está na hora de fazer dieta, fechar a boca! Está na cara que isso se deve a idealização do corpo feminino. O que todos esperam é que as mulheres se tornem um objeto perfeito com curvas bem delineadas e isso, está longe de ser beleza. O que há de mais belo no ser mulher é o desejo de sempre lutar, é aguentar a dor do parto, ser mãe pai ao mesmo tempo ou as críticas ao aborto porque não estava preparada para ser mãe, não há beleza maior do que conquistar a igualdade, o direito do voto e de ser independente.

São tempos de ditadura contra o corpo feminino, uma opressão da mídia, da sociedade machista e de quem mais achar que para se encaixar melhor nessa sociedade hipócrita precise minimizar o número do manequim. Frequentemente paira pelo ar frases como: "emagrecer para ficar bonita" (10 X 0 - para ditadura e idealização).

O ser humano é muito mais que um corpo perfeito! Uma visita ao passado mostra que, nos tempos primórdios o padrão de beleza eram mulheres "gordinhas" e com "bochechas coradas", simbolizando riqueza, ostentação. Algum tempo depois esse padrão ganhou nova forma, agora as mulheres com mais "curvas" ganham destaque até chegar aos dias atuais: barriga chapada e bumbum empinado.

"Uma mulher bonita não é aquela de quem se elogiam as pernas ou os braços, mas aquela cuja inteira aparência é de tal beleza que não deixa possibilidades para admirar as partes isoladas" (Sêneca (04 a.C.-65).

Esse filósofo traz uma reflexão sobre a verdadeira beleza, algo que emana do interior e percorre o ser como um todo, mais do que é visível aos olhos, algo que não pode ser corrompido ou perdido facilmente.

O corpo bonito é aquele que abriga uma alma feliz, a roupa que combina melhor, é a que faz alguém se sentir bem sem se preocupar com os comentários à volta. Amor próprio é o primeiro passo e o resto, é só o resto, ninguém tem o direito de dizer o que ou como alguém deve se vestir ou quanto pesar na balança até porque, corpo leve e alma pesada também não faz bem!

Não importa se é ruiva e tem sardas, se é morena como o cabelo rebelde, loira e magra, parda com cabelos escorridos, gordinha, magrinha ou cheia de curvinhas! Em tempos como esse, quem se olha no espelho e se ama, é rainha! #igualdade #corpobonito