A madrugada de ontem, 27, foi de grande terror na cidade de Fortaleza, no Ceará. Ocorreu uma verdadeira chacina numa casa de shows no bairro Cajazeiras.

Segundo relatos, traficantes estariam reunidos no evento, quando três carros com vários homens fortemente armados chegaram de repente, invadiram a festa e começaram a atirar em todos pela frente. Ao que parece, eles eram membros de uma facção rival.

Muitas mulheres foram mortas neste ataque. Ainda segundo testemunhas, não houve chances de defesa.

Até o momento as vítimas fatais já contavam 14, sem contar as dezenas de feridos. O horror era tanto que chocou até mesmo policiais experientes. "Nunca tinha ocorrido uma coisa dessas na região, foi brutal." salientou um policial consternado.

Sobreviventes estão traumatizados e os relatos sobre o número de bandidos variam entre 13 e 20 homens armados. O local do atentado ficou repleto de marcas de tiro.

Por medida de segurança, as investigações correm sob sigilo.

Caos social

É inegável que o aumento da violência tem sido crescente em todo o país. A atrocidade ocorrida neste início de final de semana tem sido uma constante em diversos estados brasileiros. Umas consideradas mais assombrosas, outras nem tanto, mas o fato é que a sociedade não deveria estar acostumada com este tipo de coisa. Nem mesmo com um único assassinato ou furto. Mas é bem verdade, que o cidadão brasileiro já acostumou seus olhos a ver este tipo de ocorrência com uma certa naturalidade.

Situações como esta, somada aos também crescentes dados de roubos, tráfico e todo tipo de desordem, mostram uma sociedade doente e extremamente necessitada de um restabelecimento da ordem nacional. Sedenta de uma conscientização em massa. Com o passar do tempo, a velocidade da degradação social tende a aumentar se nada for feito imediatamente. A pergunta que paira na cabeça dos brasileiros de bem é famosa: "A que ponto chegamos?"

Por parte das autoridades políticas, todos já sabemos o discurso de cor.

Não é necessário ouvir qualquer pronunciamento para saber que virão em seguida promessas de aumento da segurança, do efetivo policial e todo aquele discurso que conhecemos bem. No final, pessoas serão apenas estatísticas. O fato é que a polícia não pode fazer milagres. O problema é cultural e está enraizado na sociedade brasileira como um todo. Arraigado como um câncer no seio da sociedade de bem.

Daqueles que se esforçam e batalham por uma vida digna e honesta e são obrigados a conviver diariamente com este tipo de aberração social.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo