Vários professores de filosofia dizem que o diálogo dentro da matéria (filosofia) é importante para o desenvolvimento de um caminho (método), para, talvez, achar uma verdade. Esse método começa com o filósofo grego Sócrates e seu aluno, Platão – que viveram trezentos anos antes de Cristo. Eram feitas perguntas e haveriam respostas. Essas respostas gerariam muito mais perguntas. Muitos dizem que o diálogo é um processo único para encontrar a verdade, mas há quem diga que não há uma verdade absoluta.

Houve uma polêmica recente envolvendo a professora e filósofa [VIDEO] Marcia Tiburi. Ela saiu de um debate em um programa da Rádio Guaíba, que fica em Porto Alegre (capital do Rio Grande do Sul).

Esse programa é apresentado pelo jornalista e escritor Juremir Machado. É um programa marcado pelos debates sobre os assuntos que permeiam a internet e a mídia em geral. A saída da filósofa foi por conta do líder do #MBL (Movimento Brasil Livre [VIDEO]), Kim Kataguiri, famoso pelos ataques contra a esquerda.

Tiburi tem uma reação inesperada e fica, como se pode ver em vídeo, dizendo ao jornalista Juremir que deveria ser avisada com quem ela deveria debater para ver se aceitava. Ainda disse que 'Deus' deveria livrar ela disso, ou as 'deusas' deveriam livrar ela desse debate. A filósofa disse que tinha vergonha de estar naquele momento e completou que Kataguiri era, na verdade, uma pessoa perigosa e teria medo de estar naquele lugar. Depois que a escritora saiu, Kim disse ser um “japonês” inofensivo.

O membro do MBL não revidou, porém, logo após a repercussão do fato ocorrido. Kim Kataguiri aproveitou as redes sociais para acatar a filósofa e mais uma vez a esqueda. Segundo ele, a autora não leu o próprio livro. A polêmica foi imediata e teve argumentos bem construídos, outros, apenas de acusações de lado a lado.

Algumas pessoas disseram que a professora Tiburi deveria ter ficado e dialogado com o líder do MBL. Outros, disseram que ela não deveria gastar todo o seu conhecimento com um “moleque” que não sabe debater e, ainda, fica postando vídeo com nomes para se autopromover. A polêmica chegou ao ápice de encontrarem um vídeo de uma entrevista antiga em que a filósofa Marcia Tiburi defende a lógica do assalto. No vídeo, ela explica que se disser que é favorável a alguma coisa, seria complicado, pois iriam acusá-la de defender o ato em si.

Vejam os vídeos para entender a polêmica que ainda continua nas redes sociais:

#Márcia Tiburi #PT