O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Lula), integrante do Partido dos Trabalhadores (PT), chegou a ser condenado em primeira instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, na ação que envolve o triplex do Guarujá-SP, por decisão proferida pelo juiz titular da 13ª Vara Federal de Curitiba-PR, juiz Sérgio Moro, que julga os casos que envolvem desvios de dinheiro da Petrobras investigados pela Operação Lava Jato.

No dia 24/01, após a 'antecipação' do julgamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (Lula), que teve tramitação recorde no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, com o objetivo de não prejudicar o andamento das eleições.

Observe-se que foi divulgado que o revisto tinha mais de 200 processos que foram distribuídos antes do processo de Lula, os desembargadores da 8ª turma partiram ao julgamento dos recursos dos advogados do ex-presidente e do Ministério Público.

Suspeição de Sérgio Moro

Um dos principais argumentos da defesa é a Suspeição de Sérgio Moro, que embora tenham sido rebatidos pelo Procurador Regional da República (membro do Ministério Público Federal) que atua junto ao TRF4, embora a Subprocuradora da República que atua perante o Superior Tribunal de Justiça tivesse reconhecido a suspeição (divergência entre órgãos do Ministério Público), embora o Ministro do STJ tenha negado o recurso da defesa (alegando ser incabível o tipo de recurso), mesmo sabendo, o ministro, que poderia ter concedido HC de ofício (por ser questão de ordem), o ministro não o fez.

A defesa do ex-presidente Lula apontou diversas atitudes que poderiam ser consideradas como suspeição. O juiz Sérgio Moro 'zombou' da defesa em áudio gravado pela defesa e divulgado. Mas o desembargador Gebran Neto (amigo de Moro, conforme consta em sua obra), disse que Moro não faltou com respeito com a defesa, porém o que mais chamou atenção foi a 'falta com a verdade' do desembargador quando se referia à mulher de Sérgio Moro, conforme veremos adiante.

Página da mulher de Moro

Conforme divulgado e confirmado, a mulher do juiz federal Sérgio Moro possui uma página na rede social Facebook, Eu MORO com Ele #rosangelawolffmoro, nesta página a esposa do juiz (que não é investigador da Lava Jato, mas sim juiz, que deve respeitar a defesa e o MP), faz elogios ao marido e ao seu trabalho no combate à corrupção.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Lula

Porém, em uma das postagens, o titular da página fez uma postagem com a foto do procurador 'símbolo' da Lava Jato, Deltan Dallagnol, e fez hashtag de apoio ao marido e ao procurador, atrelando ambos, como se estivessem 'unidos' contra Lula (que foi apontado pelo MPF - ou membros deste - como comandante máximo da corrupção).

Porém, no início do voto, ao afastar a preliminar, o desembargador disse que a defesa reclamou de 'comentários de usuários de rede social', porém, o contexto é bem diferente, conforme print que consta no recurso da defesa de Lula.

O relator, além de 'passar por cima' do caso, aumentou a pena de Lula para 12 anos e 1 mês.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo