Já não faz pouco dias, e as músicas "Surubinha de Leve" e "Que Tiro Foi Esse?" [VIDEO] viraram sucessos brasileiros, porém nada vinga "da noite para o dia", e grandes responsáveis pelo sucesso dessas música foram os memes.

Uma das maiores páginas brasileiras de memes, a #South America Memes, praticamente elevou a música de mc Rodriguinho a outro patamar, apenas se utilizando de memes imprevisíveis e engraçados com a música.

Já o novo hit da Jojo Todynho teve grande apoio de páginas como História No Paint, que criou vários memes de história com a letra da música.

A pergunta que fica é, até onde isso pode influenciar nossas vidas? Um recente #meme da Sam fez um vídeo e o canal da cantora juvenil Laura Schadeck subir a outro patamar rapidamente.

A música tinha cerca de 200 mil visualizações, e foi para cerca de 900 mil, além de fazer o canal crescer rapidamente em número de inscritos e comentários.

Muitos outros feitos ocorreram por conta de "brincadeiras" que vão muito além de meras piadas. Um exemplo disso foi uma grande campanha para ajudar um homem que acabou virando meme por sua icônica fala "Matei uma onça, mas valia por duas...". A campanha o ajudou a obter uma nova casa e sair da necessidade.

Agora, respondendo a pergunta de até onde isso pode ir, isso é muito mais complexo do que parece. É indiscutível que os memes podem levar sucesso com muita facilidade, mas será que podem modificar a cultura e a política de uma nação, assim como podem criar sucessos? Vamos aos fatos.

O possível candidato a presidência Jair Bolsonaro virou um verdadeiro fenômeno na internet não somente pelo seus discursos a favor da liberdade do cidadão e da família, mas também pelos diversos memes sobre suas brigas contra opositores que fazem de tudo para tirarem-o do sério.

Uma página de memes que mostra a força do deputado é a Bolsonaro Opressor 2.0, que apresenta os mais diversos memes sobre o possível presidente.

Os memes também tem sido cada vez mais usados como arma de defesa política, e um exemplo disso é o apresentador do The Noite, Danilo Gentili, que se usa de memes e piadas para atacar e se defender de ataques principalmente de figuras vinculadas a partidos de esquerda.

Não é possível que ainda exista dúvida do poder dos memes na nossa sociedade, eles já estão difundidos em nossa cultura e parece que esta no DNA do brasileiro essa "brincadeiras" que influenciam na nossa política [VIDEO], economia, tempo e modo de pensar. #2018