Parece brincadeira, ou até piada, mas raramente discutimos nosso valor, pois discutir valor parece algo como se voltasse à escravidão, ou sexual, não acha?

O seu valor é algo que nem o mercado financeiro tem controle, apenas você!

Mas sim, nosso tempo, dedicação e muito mais custa, e devemos pensar bem sobre isto. O Brasil nos ensinou muito mal como se dar valor a nós mesmos fosse algo ruim. E não é, pois o outro lado, o do empregador, ele sim sabe colocar um custo no que quer dos seus empregados.

E o empregado aceita, pois,, na maioria das vezes, digamos quase todos, não sabe o seu real valor.

O importante é valorizar-se, ter sua meta, objetivos e criar seu marketing pessoal, vender-se como alguém que vale cada centavo pedido e recebido.

Acredite, quando você descobre o seu valor, aí sim o que você vê ao seu redor passa a ter mais sentido e você passa a entender mais e mais o que você é capaz e para que lado as pessoas andam.

Você vê o quanto você é capaz e mais ainda o quanto uma empresa pode ganhar e muito com o seu trabalho.

Mas voltando ao outro lado, infelizmente, o mercado brasileiro em sua grande maioria prostitui nossa mão de obra e desvaloriza o nosso valor. Quantas Vagas você já viu pagando menos da metade do que você acha justo? E quantas dessas vagas você não viu a fila imensa de candidatos? Onde está o erro nisso?

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Vagas

Para ser sincero, é a junção da oferta e necessidade, quando elas se casam, meu Deus, a bolsa de valores cai totalmente.

É muito difícil ter esta mentalidade de auto valorização num país tão desequilibrado economicamente e socialmente como o Brasil. Fica parecendo que somos egoístas, ou pior, que estamos fora da realidade.

Precisamos ser realistas e combater essa cultura de desvalorização sobre nossa mão de obra, pois quando você é capaz de ser um profissional diferenciado, o qual está sempre atualizado, ama desafios, traz resultados raros, meu caro, você tem um valor raro.

E esta mudança precisa começar de você, nas entrevistas, em publicações, em textos pelas redes sociais e muito mais, pois o objetivo é cada vez mais mostrar o nosso real valor. Pois a escravidão, por mais que dizem que não existe, e não existe da forma como os livros nos ensinaram aqui no Brasil, existe da forma camuflada, a qual somos adquiridos como peças expostas, famintas pelo que oferecem, e o que oferecem?

Infelizmente na maioria das vezes mal dá para sobreviver

Mas e aí, quanto você custa?

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo