Empreender, segundo o dicionário, significa “Colocar em desenvolvimento. Executar algo; fazer; realizar; concretizar”. No contexto atual, quando se fala em empreender, as pessoas atribuem ao mundo dos negócios. Na verdade, a melhor definição para este termo é a capacidade de tornar real tudo que foi projetado por sua imaginação. Independente do conceito, o empreendedorismo é um assunto de grande interesse no Brasil. Muitas pessoas desejam desenvolver o seu potencial, mas não conseguem encontrar o melhor caminho para concretizar o seu sonho.

Vários são os motivos que levam uma pessoa a querer administrar seu próprio negócio, sendo as principais motivações:

  • Autonomia;
  • Autorrealização;
  • Elevação de renda;
  • Oportunidade de trabalho;
  • Trabalhar com o que realmente gosta.

Mesmo sendo o anseio de muitos, tirar o projeto do papel e/ou levantar capital necessário tornam-se grandes obstáculos.

Nessa circunstância, é interessante procurar negócios que demandem pouco investimento para serem montados e uma baixa possibilidade de risco.

Com vontade e criatividade isso é possível, pois existem inúmeras ideias de negócios de baixo custo. O empreendedorismo é uma oportunidade de mudar de vida e uma chance de colocar em prática o que cada um tem de melhor: seu talento.

Mas como delimitar e organizar suas ideias?

Definir o que quer fazer: Escolha uma atividade que você sente prazer em executar.

O principal é relacionar as coisas que gosta de fazer. Em seguida, analise bem cada tópico. Imagine-se executando cada um deles para definir o que realmente quer.

Muitas pessoas desejam abrir uma empresa, mas não têm ideia em qual área investir. Esta dúvida é bastante comum, mas pode ser eliminada.

Não perca tempo com ideias mirabolantes, tentando criar algo diferente. Atualmente, no mundo globalizado, o que é novidade agora deixará de ser em pouquíssimo tempo.

Simplifique, faça o que gosta, o que faria como um hobby, o que considera um taleto seu e acrescente o máximo de qualidade possível. A partir disso, ideias novas para executar esta atividade surgirão.

Determinar um nicho: É uma forma de afunilar sua área de atuação.

Um exemplo:

Alimentação > Alimentação saudável > Sucos funcionais

Nicho é a fração de um segmento de mercado. É um termo utilizado para especificar uma parte de mercado pouco explorada e que, por isso, os consumidores não estão sendo totalmente contemplados com a oferta geral.

Gerar valor: Significa produzir algo que atenda as necessidades do seu segmento de atuação.

Isso não quer dizer produzir algo extraordinário, pois a área comercial sempre chega a um patamar que existem múltiplos similares no mercado. Nesse momento, o que faz a diferença é a qualidade do produto e a relação que será construída com o cliente.

No que você se propõe a fazer, faça o seu melhor.

Estudo de mercado: É a análise da viabilidade econômica de um projeto empresarial.

De forma sucinta, é um meio de estudar de forma detalhada se existe demanda para o produto que pretende comercializar e se haverá retorno pelo preço que almeja cobrar.

Investimento inicial: É o valor do capital necessário para que uma empresa possa ser criada e inicie sua produção.

Contudo, este montante pode ser utilizado de forma mais criteriosa. Antes de formalizar sua empresa, ofereça seu produto gratuitamente a possíveis clientes. Este ato ajudará a medir o grau de aceitação do produto, servirá para divulgá-lo e para ter uma noção de viabilidade do seu projeto.

Mesmo tendo uma ótima ideia, é importante analisar o mercado com atenção para saber como se posicionar na prática. Busque sempre orientação, mantendo-se informado sobre o trabalho que pretende desenvolver e siga em frente. #Empreendedorimos #Nicho de mercado