O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, que esteve em viagem à Europa durante todo o período de carnaval, postou nas redes sociais um vídeo em que diz que "o carnaval do Rio foi maravilhoso". No vídeo, o prefeito chega a convidar os turistas paulistas para visitar a cidade, que, segundo ele, não enfrenta nenhum problema de segurança pública e todos os hospitais estão com atendimento excelente, não faltam remédios, nem funcionários e todos os salários estão em dia.

Por ironia ou não do destino, a cidade do Rio de Janeiro na mesma noite enfrentou uma grande tempestade, que deixou a cidade um verdadeiro caos e com 4 mortos.

Publicidade

A tempestade com chuva forte e ventania atingiu toda a capital fluminense. Seria esse um aviso de Deus, para que o prefeito, evangélico, enxergue a verdade sobre o que está pairando a cidade, enquanto o mesmo não enxerga ou finge não ver o que realmente acontece? Ou seria castigo pelo carnaval?

O carnaval carioca, que é responsável pelo turismo no município e no País durante o mês de fevereiro, foi marcado por arrastões e assaltos. Nem mesmo os artistas conhecidos pelo público brasileiro foram poupados.

A atriz Juliana Paes e Moacyr Luz, cantor e compositor de Samba, foram assaltados na chegada da Sapucaí. Ambos desfilaram nas escolas de samba do grupo especial. Moacyr teve a fantasia, da Mangueira, e a camisa que iria usar na escola de samba, vice-campeã, Paraíso do Tuiuti, furtadas.

Muitos vídeos, relatando os incidentes no Rio de Janeiro, foram veiculados nas mídias televisivas, impressas e na internet. Mesmo com os registros, Crivella afirma no vídeo que tudo que dizem sobre a falta de segurança na cidade é mentira.

Publicidade

"Tudo que disserem contrario a isso é mentira", disse ele.

Assista ao vídeo abaixo, feito pelo prefeito Crivella, em que fala sobre a segurança no carnaval carioca.

Sobre a tempestade, o prefeito, que ainda está na Europa e deve retornar nesta sexta-feira (16), postou em sua página do Facebook que está "ciente da situação".

Em vídeo anterior, em que justifica a sua ausência no carnaval carioca, Crivella reconhece a necessidade de aumentar a segurança no estado. Este teria sido o motivo para sua viagem a Europa. Segundo ele, "em busca de novas tecnologias" para auxiliarem os sistemas de segurança pública do estado.

Chuva deixa muitos estragos

Em Quintino, duas pessoas morreram em um deslizamento, são elas: Marcos Garcia, de 59 anos; e Judina Magalhães, de 62. Um policial militar, que ainda não foi identificado, faleceu em Realengo, após seu carro ser atingido por uma árvore. Uma criança de apenas 12 anos morreu soterrada, em Cascadura.

Parte da ciclovia Tim Maia desabou. Vice-prefeito, Mac Dowell, afirmou que a obra está com a estrutura podre e que proibiu seus filhos de "andarem por ali". Mesmo com a afirmação de Dowell, o local não exibia qualquer alerta.

Publicidade

Duas torres de iluminação, do estádio Ilha do Urubu, caíram devido à tempestade. Diversos outros estragos foram relatado em toda a cidade.