Vários especialistas já alertaram para a prática de violência com o país dividido entre as duas forças políticas, a esquerda e a direita. Alguns até colocam a culpa na resolução do STF pela violência que podem ocorrer, por terem adiado o habeas corpus do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A violência faz parte de forças ocultas que podem levar uma pessoa a cometer atos de extrema perigosidade dentro de uma sociedade e tem uma explicação dentro da psicanalise.

Segundo seu criador, Sigmund Freud (1856 – 1939), essas forças ocultas seriam as forças impulsionadoras da morte. Seria como lutar contra ela a todo o momento.

Várias pessoas dentro da política e os presidenciáveis, fazem declarações lamentando o atentado ao ex-presidente Lula, nesta terça-feira (27), foram 4 tiros em um dos ônibus que levava jornalistas que acompanhavam a caravana pelo sul do país.

Segundo o site 247, o Ministério Público do Paraná, fez a identificação de 10 suspeitos de terem atirado contra a caravana. A denúncia foi realizada pelo órgão CAAD (Coletivo Advogadas e Advogados pela Democracia) e tem como base, relatos que foram feitos por e-mail. Esse e-mail foi enviado para o Centro de Apoio de Direitos Humanos aos cuidados de Olympio de Sá Sotto Maior.

Foram mais de 100 e-mails com denúncias, conta a advogada Tania Mandarino, entre eles estão planos do tal atentado contra a caravana do ex-presidente, entre as imagens que foram printadas, de grupos do aplicativo Whattsapp, já nas mãos do MP, aparecem planos de encomendar “miquelitos”, que são grampos usados para furar os pneus de qualquer veículo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Lula PT

Também, segundo a advogada, teria nos conteúdos repassados ao Ministério, planos de compra das armas que seriam utilizadas para o ato.

Uma dessas mensagens, está escrito para ir numa loja e comprar uma arma chamada “Puma” calibre 38 ou 44, que seria uma arma com facilidade que a pessoa imagina. O autor foi identificado e sua identidade está sendo mantida em sigilo. Segundo o site, essa arma seria um rifle que teria dois calibres, o 38 e o 44.

O órgão CAAD, fez uma solicitação para o Ministério Público, passe a tratar como um crime de cunho federal e fez o pedido de prisões aos suspeitos preventivamente. Segundo a advogada Tânia Mandarino, na própria denuncia, um dos suspeitos foi identificado como o maior perigo do caso, porque teria porte de armas e é membro também, do Movimento Brasil Livre. Também, a advogada afirma, que o grupo será indiciado como formação de quadrilha, por ter planejado o crime que pode ter dado origem ao atentado.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo