Corinthians e Internacional oficializaram finalmente a troca dos jogadores Lucca e Roger. Vistos com desconfiança pelos seus torcedores os jogadores podem dar alegria para suas agremiações.

Em 2017, Lucca saiu emprestado do Corinthians mais uma vez - jogou a temporada passada pela Ponte Preta. Porém, seu retorno este ano não ocorreu da maneira esperada. Por este motivo, a troca foi vista por boa parte da direção e torcida como necessária.

Roger fez uma temporada brilhante pela equipe do Botafogo-RJ, sendo fundamental para o esquema de Jair Ventura (atual técnico do Santos), marcando dez gols antes de passar por problemas de saúde que fizeram com que fosse afastado da equipe alvinegra na ocasião.

O nome de Roger pode não ter agradado a maior da torcida exigente, que preferia um nome mais interessante para substituir uma das únicas lacunas existentes no esquema tático da equipe do técnico Fábio Carille: um centroavante de ofício.

Lucca

O jogador Lucca tinha tudo para fazer uma temporada brilhante novamente pela equipe corintiana. Entretanto, o momento certo quase não ocorreu para o jogador após o seu retorno da Ponte Preta. Nas vezes que foi titular não correspondeu à altura, o que deixou o comandante um pouco chateado.

Em sua primeira passagem pelo clube, em 2015, Lucca foi extremamente importante na campanha do hexacampeonato brasileiro, entrando quase sempre no segundo tempo, sendo uma espécie de talismã com gols que o consagram naquela ocasião, sendo importante no esquema tático proposto pelo então treinador Tite.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Corinthians PaixãoPorFutebol

Futuro nas suas respectivas equipes

Os dois jogadores possuem características bem semelhantes. Entretanto, não deram certo nos seus antigos clubes. Lucca terá chance de novamente demonstrar o seu faro de gols em sua nova equipe, podendo disputar artilharia novamente, sendo bem servido de bolas alçadas por D’Alessandro e sua titularidade com Nico Lopez.

No momento, Roger parece não estar fazendo tanta falta assim, mesmo porque Rodriguinho tem sido decisivo e o esquema de Fábio Carille permite uma maior mobilidade sem a necessidade de ter um centroavante de ofício.

O atacante Roger busca não apenas a volta do bom futebol demonstrado quando jogou pelo RB Brasil e Botafogo, mas, sim, redescobrir a capacidade de fazer gols.

Ele quer mostrar que pode ser fundamental para a campanha que o Corinthians quer fazer, seja no Brasileirão quanto na Libertadores, caso a equipe passe para as oitavas de final da competição. Resta saber se essa troca será benéfica para as duas equipes.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo