Hoje o cenário no Rio de Janeiro parece diferente do que se vende nas revistas, novelas, roteiros de viagens e cartões postais. Vemos, sim, um Rio de Janeiro em caos, dominado pelo medo, violência, traficantes e a polícia totalmente despreparada, reféns de um estado falido oprimido pela desigualdade social.

Falar do Rio de Janeiro hoje é, sim, um prato cheio pra noticiários de TVs relacionados ao caos e à violência.

Esse é um roteiro que não se atrai aqueles que querem desfrutar dessa cidade [VIDEO].

Uma intervenção militar seria a solução para tamanho caos ou propagaria ainda mais a guerra, onde quem paga com a vida é o cidadão inocente? Qual é a garantia de vida de quem mora nessa cidade? Aonde se esconder?

O que se espera do governo é a solução e a proteção das pessoas contra essa interminável violência que assola e destrói famílias, que dissemina cada vez mais o terror.

O Rio de Janeiro continua lindo. Essa frase continuará perpetuamente em seus cartões postais e nos olhos com lágrimas das crianças que sonham com essa ilustração, mas a realidade é um cenário de guerra, que não se sabe quem vai vencer.

Se continuaremos a ter guerra ou se um dia teremos paz é a pergunta que todos fazem. Atualmente, as mães choram pelos filhos, que precocemente se entregam ao crime com a promessa mascarada de uma ilusão formada, onde seus sonhos se findarão na cadeia, ou no cemitério.

Isso faz do Rio de Janeiro um cartão postal do terror, um roteiro de filme de guerra. Mesmo diante desse turbilhão de pessimismo, há esperança de um Rio melhor.

Uma intervenção trará guerra ou pode trazer paz, ainda que seja momentânea, na qual uma cidade brota da violência em meios às desigualdades e falta de oportunidades. Porém, o Estado quer tornar o Rio de Janeiro em um lugar seguro, para que se possa viver em paz, com sua exuberante natureza e belas praias.

Trazer paz para o Rio hoje é trazer a realidade de seus cartões postais, é ser verdadeiro em seus roteiros de viagens e se tornar destaque no cenário nacional e internacional. É enxugar as lágrimas dos olhos das crianças, é confortar o coração de suas mães, é trazer principalmente a paz e a segurança, tornando de vez o Rio de Janeiro uma cidade modelo, como em outros países, como Inglaterra, França etc.

Mas, enquanto isso, lamentamos as notícias [VIDEO] de violência e nos apegamos mais a fé e a esperança, ainda que o cartão postal seja de tragédias com roteiro de horror. Sonhamos com o Cristo Redentor, onde o Rio continua lindo.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo