Há quem pense que Salvador, capital da Bahia, seja a cidade da alegria e da felicidade, mas se engana quando se percebe que o baiano sobrevive com muita dificuldade. A falta de oportunidade não é coisa de hoje como estamos acostumas a ouvir das nossas autoridades, que costuma dizer "estamos passando por uma crise". O desemprego sempre existiu em Salvador, mas o povo, como muitos dizem, é criativo e consegue viver com bicos.

Em um ônibus, em cada parada, entra um enorme número de pessoas vendendo produtos, alimentos, pedindo etc. Fazem de tudo para levar o pão para casa o sustento para sua família.

O nosso dinheiro que é mal administrado pelas gestões governamentais do nosso estado e município. Investem de forma insensata, desde que as festas populares são muito bem intensificadas, remuneradas e só geram profissões de segunda categoria, como, por exemplo, o que aconteceu no Carnaval deste ano, 2018.

Muitos catadores de latinha, que, inclusive, foram apenas orientados pera secretaria do governo, sem nenhum desenvolvimento, repito somente orientados. Não que a profissão de catador seja menos digna, que é claro que é. O catador faz parte dos principais cuidadores do meio ambiente, mas os hábitos são insalubres e a maioria não escolheu estar ali.

Muitos vendedores de bebidas num aglomerado fazendo concorrência uns com os outros, resumindo geração de empregos que não existe no Carnaval.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Política

As empresas particulares que montam camarotes não contratam e nem fecham parcerias, mesmo assim o povo vai.

Foram gastos milhões de reais com artistas para se apresentarem. Porém, milhões de reais para infraestrutura não existem, nem para mobilidades urbana, que é uma bagunça sem tamanho, que deixo para falar sobre esse assunto em outro artigo.

Chega a ser considerado um descaso, já que o cidadão não consegue nem passar em uma primeira etapa para um emprego, já que ainda existe o quem Indica.

Isso faz com que muitos não sejam contratados. Existem sites de busca de empregos em que o profissional oferece uma quantia em dinheiro para quem indicar ou até mesmo contratar o mesmo.

Mas continuo a dizer que o baiano continuará desempregado enquanto tiver criatividade para sobrevivência e não reclamar de nada e só aceitarem. Irão continuar dando o nosso suado dinheiro para artistas que fazem fortuna no nosso verão e quando acaba o período, eles arrumam a mala e vão morar em outros países com a família, enquanto nós estaremos aqui passando por dificuldades novamente até o próximo verão chegar.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo