Entra ano e sai ano, e sempre volta à tona a discussão sobre o Calendário do Futebol brasileiro. Para alguns, a solução é eliminar os estaduais. Para outros, tem que acompanhar o calendário europeu, e mais alguns defendem a volta do mata-mata no Brasileirão. Enfim, as ideias são muitas. Então, vou deixar a minha aqui também.

Campeonatos Estaduais

Os campeonatos estaduais seriam disputados durante todo o ano, apenas pelos clubes de cada estado que não disputam nenhuma das quatro principais divisões do futebol nacional (da Série A até a Série D).

Os clubes da elite disputariam apenas uma espécie de copa, jogada no ano seguinte.

Seriam no máximo 16 times, com o torneio disputado no esquema de copa, o que resultaria em seis jogos no total (três na fase de grupos e três no mata-mata). Seria disputado pelos times da elite e os melhores times dos torneios estaduais de cada estado. Serviria como um torneio de pré-temporada, basicamente.

Copa do Brasil

A Copa do Brasil teria jogo único em todas as suas fases, com mando de campo e adversários sorteados, aos moldes da Copa da Inglaterra. Supondo que tivesse 256 participantes, o campeão faria no máximo oito jogos pela competição, o que me parece bem razoável.

Brasileirão

Seriam quatro divisões principais com 20 clubes cada, disputada no sistema de pontos corridos em turno e returno. Com isso, cada equipe participante disputaria 38 jogos.

Libertadores e Sul-Americana

Manteria o mesmo critério: quem participa de um, não participa de outro. Com isso, aqui os times fariam no máximo 14 jogos. Eu acabaria com a fase de pré-Libertadores. Somaria mais dois jogos em caso de um brasileiro vencer algum dos dois torneios e disputar a Recopa, totalizando 16 partidas.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Mundial de Clubes

São apenas mais dois jogos, caso um time brasileiro chegue a disputá-lo. Não seria um problema sua existência.

Conclusão

Isto posto, as equipes da Série A do Campeonato Brasileiro, que são as grandes vítimas do atual calendário, por assim, dizer, fariam no máximo 70 jogos no ano, supondo que ela fosse até a final em todas as competições. Já é algo bem mais razoável do que o que se tem hoje em dia.

Claro que alguns cortes ainda poderiam ser feitos, como reduzir o número de times no Campeonato Brasileiro da Série A, de 20 para 18 ou até mesmo 16. Ou, então, cortar algumas fases da Copa do Brasil, o que também reduziria o número de jogos.

O importante aqui é reduzir a carga de jogos dos times da primeira divisão, ao mesmo tempo em que se dá um calendário anual para os times pequenos, permitindo que eles possam se planejar para a temporada toda e não apenas para três meses, que é o tempo de duração dos torneios estaduais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo