O mês maio de 2018 no Brasil ficará marcado pela greve dos caminhoneiros, que se alastra por todo o país reivindicando preços mais justos do diesel diante dos aumentos arbitrários e insanos que a Petrobras, com consentimento do Governo, vem praticando há algum tempo. Percebe-se que alguns setores da sociedade também estão aderindo a este movimento, cujo efeito já está afetando profundamente o cotidiano das pessoas no que se refere à logística da nação nos mais complexos e variados sentidos.

A gravidade desta situação se projeta tão rápido que até a dinâmica dos aeroportos e o abastecimento de alimentos estão sob ameaça iminente.

A Operação Lava Jato da Polícia Federal vem mostrando assombrosamente que os governos do Brasil, seus partidos e seus políticos, juntamente com seus legados de projetos e leis, compilam um contexto desolador.

Ao invés de gestarem de maneira ética e honrosa o estado democrático de direito do Brasil e suas inefáveis riquezas, infelizmente eles verdadeiramente se assemelham a alcateias que jamais se fartam de saquear a nação. A mídia coloca em destaque o preço atípico dos combustíveis relacionados aos automóveis e maquinários, mas talvez a grande disparidade esteja na decolagem horrenda do preço do gás de cozinha, combustível este que é vital e inerente na produção diária da alimentação das famílias brasileiras.

A onda desta manifestação dos caminhoneiros do Brasil remete a série de filmes Transformers, cujo líder e protagonista conhecido como Optimus Prime, que é um supercaminhão nano quântico, corajoso e poderoso, que não se curva e nem se intimida diante dos mais variados e corrosivos obstáculos de injustiças e maldades contra os seus fiéis parceiros humanos, simples e indefesos.

Assim também percebe-se a mesma atitude nas lideranças, mentes vanguardistas e participantes conscientes desta greve em todas as regiões deste país de esperanças chamado Brasil.

A greve já se tornou um evento plenamente épico. Contudo, é preciso agir sabiamente no epicentro, e este encontra-se em Brasília, que tristemente vem sendo comandada por pessoas que não sabem o que é altruísmo, gestão pública eficaz, empreendedorismo social, riqueza compartilhada, ordem e progresso de verdade, respeito e zelo a um povo que não desiste e que nunca desacreditou num futuro promissor de verdade.

Deseja-se que esta greve seja um exemplo denotativo da consciência desperta do povo brasileiro, que neste delicado momento resolveu se manifestar robustamente para que brotem decisões coerentes e justas nas hierarquias de poder. Contudo, é preciso agir com extrema aceleração, pois, caso contrário, o Brasil pode entrar num caos irreversível em virtude de um efeito dominó de caráter social, econômico, político e institucional que cresce a cada dia como um câncer letal.

Siga a página Governo
Seguir
Siga a página Política
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!