No dia 26 de maio aconteceu a estreia do tão aguardado ‘’Vingadores: Guerra Infinita’’, e chegou a hora de descobrir o que este filme nos reserva. Neste novo longa, os Vingadores e seus aliados precisam impedir que o poderoso Thanos destrua metade do universo.

A direção é de Anthony Russo e Joseph V. Russo (mais conhecidos como Irmãos Russo), diretores de Cinema e televisão que realizam a maior parte do seu trabalho em conjunto. Também trabalham como roteiristas, atores e editores.

Eles também fizeram ‘’Capitão América: Soldado Invernal’’ e ‘’Guerra Civil’’.

Eles tinham a difícil missão de equilibrar dezenas de personagens. Por sorte, a Marvel foi organizada e passou os últimos 10 anos apresentando esses personagens um a um. Foram muitas subtramas e subfranquias, nos apresentando os heróis, com os quais passamos a simpatizar e nos importar. Ou seja, foram 10 anos prevendo, preparando e anunciando esse grande embate.

O grande diferencial deste filme é que agora acontece uma guerra de verdade. Há um tom épico e uma ameaça, diferente de ‘’Guerra Civil’’.

Aqui, são os heróis que já conhecemos, e vê-los todos juntos é uma enorme satisfação. A dinâmica criada entre os personagens instiga e diverte tanto através de uma relação de respeito e admiração, ou por meio de conflitos de ego, e até mesmo com a combinação dos poderes.

A paciência calculada que a Marvel teve até chegar aqui é refletida na estrutura do filme, que oferece essa icônica reunião aos poucos, distribuindo os heróis aos poucos, em equipes e, com isso, encontros maiores são ou serão entregues em momentos precisos, para levar a nossa sensação de clímax ao extremo, gradativamente.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Cinema

Assim, a narrativa segue uma estrutura com várias narrativas paralelas, que se cruzam, se dividem e se encontram.

Em relação à dosagem de tempo em cena, o equilíbrio é razoável. Muitos personagens tem o seu momento, mas outros, importantes, inclusive, são subutilizados. Há algumas tentativas de romance que só desaceleram a trama, alguns personagens se resumem a alívio cômico, há facilitações narrativas, mas, dado o tamanho do elenco, é tudo muito bem feito.

Há momentos que são muito engraçados, mas muitas vezes eles acontecem ou logo antes, ou pior, logo depois de um momento extremamente dramático.

A principal virtude desse filme é que consegue fazer algo que nenhum outro filme de super-herói fez: deixar o espectador apreensivo.

Quando assistimos ao ‘’Homem de Ferro 3’’, sabemos que o Tony Stark não vai morrer. Mas, em ‘’Guerra Infinita’’, por causa da real ameaça que o Thanos representa, não há como saber disso, pois tememos pela vida de todos em cena. Embora não seja o melhor filme da Marvel, ele é certamente o mais impactante em momentos isolados.

As sequências de ação em grande escala são muito bem feitas, você sente a importância do que está em jogo, mas são as sequências menores ou os momentos menores dentro das sequências grandes as que mais empolgam.

Os Irmãos Russo são ótimos em dirigir esses heróis trabalhando em equipe, fazendo com que o poder de um complemente o poder do outro.

Vamos ao melhor personagem do filme: Thanos, que é oficialmente o melhor vilão do universo cinematográfico da Marvel. Ele é detestável, mas ao mesmo tempo você entende a motivação dele. É muito intimidador, tem bastante tempo em cena e não se resume a frases de efeito.

É um vilão vaidoso com seu conhecimento e poder, mas não parece se orgulhar em derramar sangue desnecessário.

A personalidade é curiosamente doce para uma criatura que quer o que ele quer. Para isso, o ator Josh Brolin, que interpreta o personagem, usa voz e semblante constantemente calmos e confiantes, raramente se exaltando.

Desprezo, orgulho, dor, mágoa, raiva, ele mostra muito na face fazendo muito pouco. E na técnica da captura de expressão capturou isso muito bem.

Há uma cena pós-crédito que serve simplesmente para puxar a atenção do público para um filme futuro. ‘’Vingadores: Guerra Infinita’’ entrega bem a epicidade que vem preparando ao longo desses 10 anos, é muito divertido e mostra que nem todo filme de super-herói é igual.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo