Temas polêmicos como: depressão, abuso sexual, drogas e suicídio são vistos até hoje como um tabu na sociedade, séries e filmes que tratam a respeito desses assuntos geram uma grande repercussão e rendem várias críticas por parte dos telespectadores.

A série da Netflix "13 Reasons Why" teve o lançamento no dia 31 de Março de 2017, e em pouco de estreia teve um faturamento de custos mais alto do que a renomada série "Sense 8" (também da plataforma Netflix).

A série gerou muito furdúncio por retratar explicitamente cenas de Bullying, assédio sexual e suicídio, de acordo com a análise da especialista psiquiatra e psicoterapeuta Helena Moura, a série representa um perigo para os Adolescentes pelo fato da série:

  • Não apresentar uma solução real ao sofrimento psicológico: a personagem principal da série visualiza todos os pontos de sua vida de maneira negativa, e toma a decisão de se suicidar ao final da série, como se o suicídio fosse uma saída para o sofrimento.
  • Atribuição de culpa, vingança e heroísmo: o tema central da série é a narração do sofrimento da personagem principal, apontando os culpados para a sua decisão de se suicidar (ou os "Porquês"), além disso o suicídio é apresentado como uma vingança aos envolvidos e com isso a martirização da personagem principal.
  • Houve um aumento de ligações no CVV (Centro de Valorização da Vida): os dados providos dessa organização até luta contra a depressão e o suicídio no Brasil, afirmaram um aumento considerável de ligações e pedidos de ajuda de Adolescentes decorrente da época em que a série foi lançada.
  • Cena explícita e glamourizada de suicídio: uma cena muito forte de retaliação e sangue que foi dramatizada de maneira um tanto poética na série.

Apesar de em parte a série ter tido uma repercussão negativa, um estudo realizado pela Universidade de Northwestern nos Estados Unidos, revelou que a maioria dos efeitos que essa série causou nos seus telespetadores foi positivo.

O estudo foi feito com 5.400 voluntários de 5 países (Estados Unidos, Reino Unido, Brasil, Austrália e Nova Zelândia) com Adolescentes, Jovens e pais que assistiram a série e alegaram as seguintes impressões:

  • 80% acredita que a série lida com problemas reais vividos por Adolescentes e Jovens.
  • 72% concordam que a série deve ser assistida por Adolescentes.
  • 74% acredita que a série os ajudou a serem mais conscientes do impacto que as próprias ações têm na vida do próximo.
  • 51% procurou se desculpar com pessoas das quais elas magoaram.
  • A maioria se motivou mais ainda a prestar auxílio a outras pessoas que passam por problemas com o Bullying e o assédio sexual.
  • 58% dos espectadores Adolescentes decidiram ser mais abertos com os pais a respeito de assuntos como: Bullying, sexualidade e depressão.
  • 56% dos pais que participaram do experimento alegou que a série os ajudou na comunicação com os filhos a respeito dos assuntos abordados no conteúdo da série.

Com a estreia de sua segunda temporada confirmada pela Netflix para o dia 18 de Maio, "13 Reasons Why" possuí milhões de fãs na expectativa para que a continuação revele os detalhes e os fatos que que ficaram para trás na primeira temporada.

O trailer da segunda temporada de "13 Reasons Why" veio "com o ar" de investigação , o que dá a entender de que a série vai tratar de suas pautas principais com mais seriedade e assim dar soluções reais e coerentes para o combate da violência sexual e escolar.

Não perca a nossa página no Facebook!